Thales amplia sua capacidade produtiva no Brasil

0
1004

No dia de hoje, 8 de junho, a Thales inaugura a ampliação das instalações da Omnisys, sua subsidiária em São Bernardo do Campo (SP), para atender à crescente demanda no Brasil. Com investimentos de aproximadamente R$ 15 milhões, essa expansão acrescentará inicialmente 1.400 m² às instalações existentes, o que aumentará sua capacidade de produção para atender aos mercados de radar, sistemas de defesa e entretenimento a bordo, com a conclusão do projeto completo de expansão, a unidade terá uma área total de 10.000 m².

A unidade industrial de São Bernardo do Campo abrigará o novo Centro de Serviços para Aviônicos e aumentará a capacidade da companhia em serviços e reparos de aviônicos, entretenimento de bordo, controles de voo e sistemas elétricos, tornando-se Centro Regional Thales para a América Latina e atendendo companhias aéreas internacionais.

A empresa começou a operar neste segmento no Brasil em 2016. Esta capacidade no país reduzirá significativamente o tempo no solo para as companhias aéreas do país e possibilitará a prestação de serviços mais diretos e personalizados.

A área ampliada também receberá atividades de desenvolvimento de sistemas de instrumentação e rastreio, como radares e rastreadores ópticos, e novas linhas de radares e sistemas antidrone poderão ser desenvolvidos e incorporados nesta área. Para atender à expansão futura e às oportunidades de negócios, a empresa abrirá oportunidades de trabalho para engenheiros, técnicos, desenvolvedores de software e gerentes.

Além da oferta de suas soluções em território nacional, a Omnisys, exporta grande parte de sua produção para América Latina, Europa e Ásia, como os radares de vigilância, em uso em nove países, assim como soluções de aviação, que foram fornecidas a várias companhias aéreas.

Segundo Nadia González, vice-presidente da Thales para a América Latina, a nova área favorece o desenvolvimento de projetos para a região. “Vemos muitas oportunidades na América Latina, principalmente no Brasil. A unidade de São Bernardo do Campo responde hoje por 40% dos nossos negócios no país e é fundamental para nos apoiar no atendimento das necessidades de clientes civis e militares também em outras regiões, aumentando nossa presença e levando a tecnologia brasileira para além das fronteiras”, afirma.

Luciano Macaferri Rodrigues, diretor geral da Thales no Brasil, lembra que a receita da empresa no país triplicou organicamente nos últimos quatro anos e, com perspectivas otimistas para os próximos anos, aposta não apenas na expansão da unidade de São Bernardo do Campo, mas também em outros investimentos para aumentar a presença local. “Registramos quatro anos consecutivos de crescimento e vendas recordes e bom desempenho mesmo em 2020, um período marcado pela pandemia de Covid-19. Temos contratos importantes em andamento e esperamos executar outros em breve. Vemos também um cenário positivo para outros setores nos quais temos forte presença, como bancos e mercados de pagamentos, segurança cibernética, comunicações, biometria e Internet das Coisas”.

Outros investimentos recentes da Thales no Brasil

Em 2020, a Thales inaugurou um novo Centro de Customização de Cartões em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (PR), e se tornou a única empresa do setor no Brasil a ter duas áreas exclusivas para atendimento de customização. A empresa é líder na produção de cartões bancários no Brasil e acredita que o setor terá um crescimento de dois dígitos em 2021, impulsionado principalmente pelos serviços bancários.

Em 2020, em parceria com a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), a companhia inaugurou a Sala de Metodologias Ativas em Itajubá (MG) para aplicar métodos de aprendizagem que reproduzam o ambiente dinâmico de negócios da empresa para o ambiente acadêmico de tecnologia e conhecimento.

Em 2019, a Thales iniciou as operações também do seu nono Design Center, o primeiro da América Latina, nas instalações de São Bernardo do Campo (SP), com o objetivo de aprimorar a busca por novos mercados e soluções e desenvolvimento de produtos e serviços. As equipes utilizam o espaço com metodologias ágeis e “Design Thinking”, integrando diferentes competências na busca de soluções coletivas, colaborativas e focadas nas pessoas.

Fonte: Thales

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here