ÁREA DO CLIENTE

Exército continua com a desativação do EE-11 Urutu

De acordo com a portaria nº 1.232-EME/C Ex, de 31 de janeiro de 2024, o Exército Brasileiro (EB) decide desativar mais 96 viaturas blindadas de transporte de pessoal (VBTP) 6X6 EE-11 Urutu, sendo 20 da versão M5 e 76 da M6, a partir do dia 01 de março.

A desativação é resultado da decisão tomada na 3ª reunião decisória do Estado-Maior do Exército (EME), realizada em 31 de outubro de 2023, e a destinação deverá ocorrer da seguinte forma:

  • 20 M5 serão destinadas à alienação (venda ou doação);
  • 13 M6 serão doadas para órgãos de segurança pública, como o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) e a Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ);
  • 02 M6 serão empregadas como meio auxiliar de instrução (MAI) na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e Escola de Sargentos de Logística (EsSLog);
  • 04 M6 permanecerão no 15º Regimento de Cavalaria Mecanizado (Escola) para instrução de operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO);
  • 02 M6 permanecerão no Arsenal de Guerra de São Paulo (AGSP) para estudos em projetos de pesquisa e desenvolvimento;
  • 09 M6 de versões especializadas (ambulância, oficina, GLO) permanecerão em operação; e
  • 05 M6 serão utilizadas como doadoras de peças de reposição.

 

As viaturas oficina serão mantidas (Foto: Hélio Higuchi)

A Força Terrestre ainda manterá por um tempo 41 EE-11 Urutu da versão M6 (VBTP e versões especializadas), que terão sua manutenção operacional possibilitada com a utilização das viaturas desativadas como fonte de peças de reposição, até serem totalmente substituídas pelas VBTP 6X6 Guarani.

Uma imagem icônica: a saída do Urutu (à frente) e a chegada do Guarani (ao fundo) no 3º RC Mec, em 2022 (Foto: 3º RC Mec)

ESTA É A SEGUNDA FASE

Anteriormente, em setembro de 2022, o EB anunciou a desativação de 129 VBTP Urutu da versão M2 (mais antiga), das 134 que possuía em carga (depois foi retificado para 130 de 135) mantendo apenas os seguintes exemplares:

  • VBTE Ambulância EB3423206183, versão M2S5, pertencente ao 10º Batalhão Logístico;
  • VBTE Ambulância EB3421210066, versão M2S5, pertencente ao 15º Regimento de Cavalaria Mecanizado (Escola);
  • VBTE Ambulância EB3421047498, versão M2S5, pertencente ao 16º Batalhão Logístico;
  • VBTP EB3421209669, versão M2S6, modernizado pelo AGSP e pertencente ao 13º Regimento de Cavalaria; e
  • VBTP EB3421209846, versão M2S1, modernizado pela empresa Columbus e pertencente ao 16º Batalhão Logístico.

Das viaturas Urutu M2 desativadas, duas serão preservadas como viaturas históricas, 11 foram doadas ao Uruguai, e 30 separadas para doação para nações amigas (sendo 20 destinadas ao Paraguai).

A versão M2 é facilmente identificável por sua traseira, já que nas versões mais modernas ela é mais plana (Foto: Helio Higuchi)

COMPARTILHE