DEPEN recebe blindados EE-11 Urutu

3
6339

O Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), em parceria firmada com o Exército Brasileiro (EB), recebeu nesta segunda-feira, dia 19 de outubro, no Comando Militar do Planalto (CMP), duas Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP) 6×6 Engesa EE-11 Urutu, que serão utilizados em ações de segurança e exercícios de defesa nas áreas externa e interna da Penitenciária Federal em Brasília (PFBRA).

A iniciativa é inédita no universo do sistema penitenciário brasileiro, e faz parte da comemoração do aniversário de dois anos da inauguração PFBRA, que será a primeira penitenciária do país a ser guarnecida por esses veículos, que serão operados pelos próprios agentes federais de execução penal.

Para tanto, os agentes passaram por um estágio de manutenção preventiva e condução dos Urutus, ofertado pelo Exército Brasileiro, e estão aptos a desenvolver missões nas mais diversas condições.

O recebimento dos carros de combate faz parte de um projeto piloto, que poderá ser estendido às outras quatro unidades do Sistema Penitenciário Federal (SPF) e antes de serem entregues, os veículos passaram por minuciosa revisão e manutenção, receberam pintura maciça na cor preta e estão prontos para o uso.

A exemplo do que ocorreu com o BOPE (Batalhão de Operações Especiais) do Rio de Janeiro, que também opera com os EE-11 Urutu, os veículos recebidos pelo DEPEN sofreram adaptações que possibilitaram a transição para uso civil no perímetro externo da Penitenciária

Os Urutus começaram a ser fabricados na década de 70, pela Engesa. De lá para cá esses carros de combate receberam diversas modificações e atualizações.

O Sistema Penitenciário Federal

Há 14 anos o SPF é referência em Segurança Pública nas esferas nacional e mundial. Desde sua implementação, em 2006, recebe os presos de maior periculosidade do país, sobretudo líderes de facções criminosas, e nesse período não foram registradas fugas, rebeliões e nem a entrada de materiais ilícitos em suas unidades.

Sua missão é “Combater o crime organizado, isolando suas lideranças e presos de alta periculosidade, por meio de um rigoroso e eficaz regime de execução penal, salvaguardando a legalidade e contribuindo para a ordem e a segurança da sociedade”.

Além da Penitenciária Federal de Brasília, as demais unidades federais de execução penal, que compõem o SPF, estão localizadas em Catanduvas (PR), Campo Grande (MS), Mossoró (RN) e Porto Velho (RO).

Fonte: Serviço de Comunicação Social do DEPEN

3 Comentários

  1. Bacana…. Espero que a Força Nacional também receba, aliás, acho até mais necessária do que o DEPEN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here