Coreia do Sul seleciona C-390 Millennium

A Administração de Programas de Aquisição de Defesa da Coreia do Sul (DAPA, na sigla em inglês) anunciou a vitória do C-390 Millennium da Embraer no processo de licitação pública para o programa LTA II (Large Transport Aircraft), que fornecerá novas aeronaves de transporte militar à Força Aérea da República da Coreia (ROKAF, na sigla em inglês). A Coreia do Sul é o primeiro cliente do C-390 Millennium na Ásia.

De acordo com o contrato celebrado, a Embraer fornecerá um número não revelado de aeronaves C-390 Millennium ajustados para atender aos requisitos específicos da ROKAF. O acordo também inclui a prestação de serviços e suporte, incluindo treinamento, equipamentos de apoio em solo e peças de reposição. O valor do contrato estará incluído na carteira de pedidos da Embraer no quarto trimestre de 2023.

A Embraer também oferecerá um amplo pacote de cooperação com entidades locais, incluindo a fabricação de uma quantidade significativa de peças do C-390 Millennium por empresas parceiras coreanas e o desenvolvimento de um fornecedor local de MRO (Maintenance, Repair and Overhaul – Manutenção, Reparo e Revisão).

“Damos as boas-vindas à Força Aérea da República da Coreia por se juntar ao crescente número de forças aéreas que operam o C-390 Millennium – a mais moderna aeronave de transporte tático militar. Dia após dia, a aeronave tem uma capacidade transparente de executar uma ampla gama de missões de forma extremamente eficiente, rápida e fácil de operar.”, disse Bosco da Costa Jr, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “Esta é uma nova era nas relações Brasil-Coreia do Sul. Estamos comprometidos em aumentar as capacidades das indústrias aeroespaciais e de defesa locais em conjunto com nossos parceiros coreanos”.

A Coreia do Sul é o sétimo país a selecionar o C-390, depois de Brasil, Portugal, Hungria, Holanda, Áustria e República Tcheca. O C-390 está redefinindo o transporte aéreo militar e desafiando a lógica por trás das plataformas da geração atual e futura, oferecendo capacidade multimissão, confiabilidade e interoperabilidade.

Desde a entrada na operação na Força Aérea Brasileira, em 2019, e mais recentemente na Força Aérea Portuguesa, em 2023, o C-390 comprovou sua capacidade, confiabilidade e desempenho. A atual frota de aeronaves em operação acumula mais de 10.800 horas de voo, com disponibilidade operacional em torno de 80% e taxas de conclusão de missão acima de 99%, demonstrando produtividade excepcional na categoria.

O C-390 pode transportar mais carga útil (26 toneladas) em comparação com outras aeronaves de transporte militar de médio porte e voar mais rápido (470 nós) e mais longo, sendo capaz de realizar uma ampla gama de missões, como transporte e lançamento de cargas e tropas, evacuação aeromédica, busca e salvamento, combate a incêndios e missões humanitárias, operando inclusive em pistas não pavimentadas, em superfícies como terra compactada e cascata. A aeronave configurada para reabastecimento aéreo, com a designação KC-390, já comprovou sua capacidade tanto como tanque quanto como receptor, neste caso recebendo combustível de outro KC-390 utilizando cápsulas (pods) instaladas sob as asas.

Fonte: Embraer

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

As tripulações estão prontas para operar, a bordo do novo blindado, em todos os contextos operacionais. A Escola de Cavalaria...

O grupo italiano Leonardo vem registrando importantes marcas neste início de 2024. Dentre as conquistas e acordos de cooperação recentemente...

No dia de ontem, 27 de fevereiro, representantes da Diretoria de Fabricação (DF) do Exército Brasileiro visitaram a empresa Ares...

Comentários

6 respostas

  1. Além dessa compra, anunciaram mais um lote do F-35.

    Os coreanos mostram que o “lobby americano” não é tão forte quanto os anti-f35 dizem e que escolhem seus equipamentos pelo que há de melhor para eles.

  2. Essa foi uma vitória incrível. Parabéns a todos os envolvidos.

    Quiçá desta encomenda venha a surgir uma versão alongada (KC-390-30ton) em parceria com o governo Sul Coreano para atender o programa MC-X.

    No mais, é aguardar para 2024 a confirmação do contrato da Arábia Saudita e os clientes potenciais como Grécia, Suécia, Itália, África do Sul e as concorrência da Índia e da USAF.

    Esse é o Brasil que queremos. O Brasil que dá certo.

    1. E não para por aí. A Embraer é uma empresa competente e séria e já planeja aeronaves maiores, além do desenvolvimento da nova geração de caças que substituirão o Gripen NG.

  3. uma aeronave de patrulha maritima caindo de madura com base nos modelos civis…..outro nicho enorme de mercado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL