Sistema UAS Heron é selecionado pela Coreia do Sul

0
1564
A República da Coreia do Sul é o 16º país a optar pelo UAS Heron. (Imagem: IAI)
A República da Coreia do Sul é o 16º país a optar pelo UAS Heron. (Imagem: IAI)
A República da Coreia do Sul é o 16º país a optar pelo UAS Heron. (Imagem: IAI)

A Gestão do Programa de Aquisição de Defesa (DAPA) da República da Coreia anunciou, no final de dezembro, a escolha do Sistema Aéreo Não Tripulado (UAS conforme sigla em inglês) Heron da Israel Aerospace Industries (IAI) para o projeto de atualização UAV (Unmanned Aerial Vehicles) de seu exército, cujo escopo do contrato de aquisição prevê o fornecimento de três sistemas.

Através de documento oficial, a DAPA esclareceu que foi feito um levantamento extensivo de preço, capacidade, sustentabilidade operacional, termos e condições, processo finalizado com a seleção do equipamento com a melhor pontuação final.

A IAI declarou: “Ficamos satisfeitos que a DAPA e o Exército da República da Coreia (ROKA) tenham escolhido a IAI por meio de um processo de seleção com altos requisitos, dando a oportunidade para que o Heron demonstrasse seu excelente desempenho, características inovadoras, versatilidade para missões e uma avançada e comprovada capacidade operacional”.

Com envergadura de 16,6 metros e 8,5 metros de comprimento, a plataforma de voo do UAS Heron leva 250 Kg de carga útil (sensores) e tem capacidade de voar mais de 50 horas sem interrupção. Entre os sensores, figuram sistemas de imageamento infravermelho (IR) e para luz diurna, radares de diversos tipos incluindo de abertura sintética (SAR) e sistemas de inteligência COMINT e ELINT. O Heron também possui capacidade de aquisição de alvos e calibração para ações de artilharia de tubo ou de foguetes. Sua operação pode ser realizada com total automatismo, incluindo decolagem, navegação e voo de retorno.

A Polícia Federal do Brasil atualmente opera três plataformas Heron a partir de uma base remota instalada no interior do País.

Ivan Plavetz