Mais seis Embraer/SNC A-29 Super Tucano para o Afeganistão.

0
2421
O A-29 Super Tucano foi selecionado pelo Afeganistão dentro do Programa Light Air Support.

A Embraer Defesa & Segurança e sua parceira Sierra Nevada Corporation (SNC) receberam da Força Aérea Norte-Americana (United States Air Force, USAF), gestora do Programa LAS (Light Air Support), uma encomenda para mais seis turboélices de ataque leve A-29 Super Tucano destinados ao Afeganistão.

Na Força Aérea Afegã o A-29 já realiza missões de treinamento avançado em voo, reconhecimento aéreo e missões de ataque ao solo/apoio aéreo aproximado (CAS) em suporte a tropas no solo engajadas contra insurgentes.

A produção dos seis exemplares deve começar imediatamente em Jacksonville, Flórida. Com isso, o programa LAS totaliza 26 aeronaves encomendadas/entregues até o momento.

O exigente ambiente operacional do Afeganistão, pouca infraestrutura e enormes vazios territoriais.

“Acreditamos que essa decisão demonstra que o A-29 Super Tucano é a melhor aeronave para operações de apoio aéreo tático, como também a solução comprovadamente mais confiável e econômica para cenários de contrainsurgência e de guerras não convencionais”, afirma Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “Estamos honrados em continuar a apoiar o governo dos Estados Unidos nessa missão crítica”.

Até o momento, o A-29 Super Tucano já foi selecionado por 13 forças aéreas no mundo todo com um excelente histórico de desempenho: mais de 320 mil horas de voo e mais de 40 mil horas de combate.

Com mais de 150 configurações de armamentos certificadas, o avião está equipado com tecnologias avançadas em sistemas eletrônicos, eletro-ópticos, infravermelho e laser, assim como sistemas de rádios seguros com enlace de dados e excelente capacidade de armamentos.

Os pilotos afegãos estão sendo treinados nos EUA por militares norte-americanos.

O A-29 é a única aeronave de seu segmento com a certificação militar da USAF, resultando em economia de custo e de tempo (ready to combat), assim como uma transição suave para as operações do programa.

“Estamos orgulhosos em continuar apoiando o Programa A-29 no Afeganistão, da USAF, já que isso não apenas atesta a capacidade da aeronave A-29, mas também sua facilidade de operação e custo-benefício”, diz Taco Gilbert, vice-presidente sênior da área de ISR da Sierra Nevada. “Não há outra aeronave como o A-29 capaz de realizar treinamento em voo, ataque leve e o treinamento de novos pilotos de combate. O grande interesse em torno da aeronave demonstra seu valor para as forças aéreas de todo o mundo”.

O A-29 está em operação no Afeganistão desde o início de 2016. Sua habilidade de operar em terrenos acidentados, climas extremos e localizações austeras com pouco apoio operacional e de manutenção, resultou em operações bem-sucedidas em pelo menos quatro bases naquele país.

Caso necessário, o A-29 pode receber inclusive mísseis ar-ar para atacar helicópteros e alvos aéreos de baixa performance.

A SNC, em conjunto com a Embraer, desenvolveu e entregou a capacidade de ataque leve desde o início do programa até a capacidade de combate em apenas três anos, incluindo todos os equipamentos de suporte e sistemas e treinamento.