USAF entrega A-29 para a Força Aérea do Afeganistão

0
1596

Imagem 1 e 2 A-29-Afeganistão
O A-29 substituirá os desgastados helicópteros Mi-35 de origem russa. (Imagem: USAF)

Na última semana a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) entregou os quatro primeiros aviões de ataque leve A-29 Super Tucano para a Força Aérea do Afeganistão. A cerimônia de chegada aconteceu no Aeroporto Internacional de Kabul e contou com a presença de autoridades afegãs, incluindo o ministro da Defesa do país, Masoom Stanikzai.

O ministro afegão reiterou que o plano de longo prazo é reequipar totalmente a Força Aérea com ajuda do governo e de seus aliados internacionais. Stanikzai disse ainda que a chegada dos primeiros A-29 irá adicionar novas capacidades no poder aéreo afegão. Essas aeronaves fazem parte dos esforços para aumentar o poder aéreo, enfatizou.

Vale lembrar que o Super Tucano foi selecionado pela USAF no âmbito do disputado programa Light Air Support (LAS). Vencido pela Embraer Defesa e Segurança (EDS) e sua parceira norte-americana Sierra Nevada Corporation (SNC), 20 unidades estão encomendadas e sendo produzidas nas instalações da SNC em Jacksonville, na Flórida, sendo que o lote será entregue para o Afeganistão.

De acordo com Stanikzai, os A-29 são altamente capazes de prover suporte aéreo aproximado para as tropas, estão preparados para carregar 30 diferentes tipos de armamentos e munições. Cumprirão também missões de reconhecimento aéreo e operações anti-insurgência.

Imagem 3  A-29-Afeganistão
Masoom Stanikzai durante cerimônia de recepção dos primeiros A-29 (Imagem: USAF)

Oito pilotos da Força Aérea do Afeganistão completaram recentemente seus treinamentos no 81º Esquadrão de Combate sediado na Base Aérea de Moody, nos Estados Unidos, e retornaram para o Afeganistão para combater.

A Força Aérea do Afeganistão está otimista com o fortalecimento da capacidade de ações ar-superfície. De acordo com ela, recebeu também uma frota de 28 helicópteros leves MD-530F preparados com equipamentos militares para diversas missões de suporte aéreo.

Ivan Plavetz