Thales Nexium Defense Cloud na Eurosatory 2018.

0
402
O equipamento e os aplicativos são instalados, configurados e atualizados remotamente, portanto, as forças implantadas não precisam estar cientes desse tipo de operação.

O grupo francês Thales criou e acaba de lançar uma solução que permite que as forças armadas sejam conectadas a qualquer dispositivo e operem autonomamente no cenário de conflito.

O desenvolvimento, conhecido como Nexium Defense Cloud, está sendo apresentado na exposição internacional de segurança e defesa da Eurosatory, que começou nesta segunda-feira nos arredores de Paris.

A empresa enfatiza que é “a primeira solução integral da infraestrutura de nuvem privada para melhorar a eficiência operacional das forças armadas”.

O sistema garante aos usuários acesso à rede militar em um ambiente restrito, desde o principal centro de comando até as tropas no solo.

O equipamento e os aplicativos são instalados, configurados e atualizados remotamente, portanto, as forças implantadas não precisam estar cientes desse tipo de operação.

O vice-presidente executivo da Thales, Marc Darmon, explica que o sistema faz parte das novas soluções digitais da empresa que permitem que as forças armadas “tomem decisões de forma rápida e eficiente em tempo real em todos os momentos decisivos”.

A Thales, que estará presente no stand exterior da Eurosatory B500, afirmou que a nuvem é completa e modular. Uma de suas características é a opção de atuar com diferentes configurações para “atender aos requisitos de redes de infra-estrutura de alta capacidade e facilmente expansíveis para HQ a um dispositivo multifuncional que transforma bases operacionais avançadas em novos nodos de nuvem em questão de horas ”

Além disso, a multinacional enfatiza que a “capacidade de interconectar sistemas e dispositivos de maneira rápida e fácil dentro de estruturas de comando e organizações ad hoc aumenta a eficácia da missão sem comprometer a segurança”.

Essa nuvem privada, acrescenta, inclui “segurança de dados de ponta a ponta e hospedagem de aplicativos”.

Os usuários podem ser, desde os comandantes do País de origem até as unidades implantadas nos cinemas de operações, e “podem acessar os dados com total privacidade em um ambiente dedicado que aproveita ao máximo a experiência em segurança cibernética da Thales“.