Satélite PAZ – Gerenciamento e processamento dos dados

0
1322
Indra_paz
(Imagem: Divulgação)

A Indra acaba de implantar o principal centro de gerenciamento do satélite de observação da Terra PAZ, a ser lançado ainda em 2015 como parte de um contrato com o Instituto Nacional de Técnica Aeroespacial (INTA), da Espanha. Localizado no Centro Espacial do INTA, em Torrejón de Ardoz, a instalação deverá operar em conjunto com outras duas, o Centro Espacial de Maspalomas (Ilhas Canárias), também ligado ao INTA, e Base Aérea Torrejón de Ardoz, que prestará serviço ao Ministério da Defesa.

Nessas instalações, a companhia está desenvolvendo o processo de validação do sistema completo, verificando o funcionamento dos três centros interconectados e operando de forma conjunta, para proceder com o seu desenvolvimento final. Durante as provas de validação, simula-se o comportamento do satélite e envio, de forma sintética, da informação ao sensor. É analisada também sua resposta em caso de contingência e seu funcionamento com carga de trabalho máxima.

O centro principal está dividido em duas diferentes seções. A primeira delas se ocupa da operação de voo (FOS o Flight Operation Segment) e dispõe de dois sistemas de comando e controle, planejamento da missão, equipamento de monitoramente e recepção de dados. A segunda parte (PDGS o Payload Data Ground Segment) é responsável pelo processamento de dados para gerar as imagens, atender e responder às petições de cientistas e outros usuários civis. A companhia integrou ambas as partes, complementando-as com os serviços horizontais de suporte que compartilharão os três centros. A arquitetura do segmento terreno se distingue por oferecer uma grande flexibilidade, tanto no controle do satélite e seu instrumento como na recepção e processamento de dados. Os três centros aportam redundância se apoiando mutuamente, o que agrega um alto grau de confiabilidade à missão.

Roberto Caiafa