LAAD Security 2016: Os rádios digitais profissionais Hytera

0
1719

A Hytera participou da LAAD Security 2016 promovendo produtos de radiocomunicação profissional em uma atmosfera tecnológica com exibição de hologramas futurísticos destacando sua linha de rádios digitais como o Z1p, de tecnologia TETRA desenvolvida para vários perfis de missão críticos.

Trata-se de um rádio altamente tecnológico, contando inclusive com a classificação IP67 (funciona submerso na água) que garante operação mesmo em condições climáticas adversas, e permite que o equipamento seja limpo após ser exposto aos elementos ou quando usado por socorristas, bombeiros, médicos, etc, e ocorra contaminação por respingos de sangue, por exemplo.

O presidente da Hytera do Brasil, Ricardo Bovo, demonstra pessoalmente os rádios da empresa durante a LAAD Security 2016.

Os rádios Hytera garantem uma comunicação clara e eficiente entre os operadores, possibilitando seu uso em locais com ruídos altíssimos como aeroportos, pistas de corrida, ruas e avenidas movimentadas, estradas, estádios, arenas, etc. Todo som que tenha uma modulação diferente da voz humana é eliminado na transmissão, e a tela de cristal líquido colorida fornece excelente visualização mesmo sob forte luz solar.

Uma característica muito apreciada nos rádios Hytera é a sua ampla linha de acessórios para os operadores, que vão desde um ptt discreto para acionamento pelos dedos de uma mão, até um dispositivo de axila próprio para uso de atiradores de elite que precisam se comunicar sem no entanto tirar os olhos do alvo e as mãos de seu armamento.

Conectores bluetoof de orelha, similares ao de celulares permitem uma operação discreta e velada do rádio, em situações de vigilância ou atuação descaracterizada de forças de segurança. Clipes de pressão moldados no formato do aparelho permitem utilizar o rádio preso a cintura, no caso dos homens, e para o público feminino, existe a opção de um modelo mais leve e compacto que pode ser utilizado preso pelo pescoço com um cordel, livrando as mãos da operadora, especialmente em perfis de eventos corporativos, entretenimento, etc.

A Hytera também fornece software de comando e controle para seus rádios, com georeferenciamento e opções que permitem ao resposável pelo despacho policial avaliar o trabalho dos policiais em campo continuamente.

Uma prova da confiabilidade e desempenho dos rádios Hytera é o fato de que todo o pessoal de segurança e apoio envolvidos na LAAD Security 2016 empregou os rádios cedidos pela empresa, garantindo uma eficiente e ágil coordenação de esforços dentro do RioCentro.

Outros produtos em destaque foram: rádio TETRA MT-680 disponível na versão com frente removível, ideal para motocicletas, já que dispõe de alto-falante que dispensa o uso de caixas de som externas; display de LCD de grande área oferece fácil acesso as informações relevantes, acesso a mensagens escritas e fotos; o terminal PD-796 tem certificação Atex (uso autorizado em áreas com explosivos, por exemplo), e está disponível nas versões DMR e TETRA.

Os rádios Hytera apresentam alta tecnologia, design moderno e ergonômico, baixo peso e recursos que maximizam o potencial das comunicações de rádio digitais a um novo patamar.

A Hytera também troxe a tecnologia XPT de Trunking digital, que permite aos usuários de sistemas bidirecionais DMR, maximizando o espectro eletromagnético limitado por questões de topografia do terreno, por exemplo. Essa tecnologia permite dobrar o número de canais de um sistema, sem a necessidade de um canal de controle dedicado. O XPT é possível acomodar até 1.200 usuários e 16 canais em um único sistema.

Para Ricardo Bovo, presidente da Hytera Brasil “A participação na LAAD Security 2016 reforça o nosso compromisso de investir no Brasil e fornecer o que existe de mais avançado em radiocomunicações para segurança pública e corporativa do País. A Polícia Militar do Distrito Federal e a Secretaria de Segurança Pública de Alagos, entre outras corporações, fazem uso de nossos produtos com tecnologia TETRA e estão plenamente satisfeitos com o desempenho oferecido pelos rádios Hytera”, disse.

Roberto Caiafa