LAAD Security 2016: AW109 Grand New da Polícia Militar

0
2516

A LAAD Security 2016 está sendo palco de exibição do helicóptero biturbina AW 109 GrandNew, operado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP).

Essa é o primeiro AW 109 Grand New utilizado por uma polícia brasileira, sendo destinada à fiscalização de áreas de proteção ambiental do Estado de São Paulo, trabalho realizado pelo Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar (a aeronave adquirida deverá ser operada pelo Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo – Grpae).

O modelo, denominado Águia 32, opera baseado no litoral paulista (Base de Radiopatrulha Aérea da Praia Grande), sendo usado para fiscalizar as áreas de proteção ambiental marinhas no litoral do estado, por isso a escolha de uma aeronave biturbina.

O painel de instrumentos digitalizado do AW 109 GrandNew reúne os aviônicos necessários para uma operar voando grandes distâncias sobre o mar.

Na LAAD Security 2016, o grupo Finmeccanica também está apresentando equipamentos de comunicações profissionais em rede denominados Perseus e PUMA T4, rádios móveis que incluem as capacidades LTE e TETRA, centrais de comando e controle indicadas para o gerenciamento de crises em áreas urbanas com o emprego de mesas táticas preparadas para a fusão de dados e exibição digital de informações relevantes.

Outros produtos exposto são o novo sistema de controle de armas navais NA30S MK2 e o sistema de inteligência, vigilância, aquisição de alvos e reconhecimento denominado ISTAR, capaz de prover contramedidas contra ARPs (VANT), controle de mini-ARPs e uso embaracado a bordo de aeronaves do tipo ISR

A tecnologia de comunicações integradas móveis da Finmeccanica está presente em cerca de 50 países.

As Forças Armadas Brasileiras já usam soluções Finmecanicca. O Exército utiliza o sistema de comunicações táticas (SISTAC), a Marinha tem vários tipos de sensores embarcados em  fragatas, e um grande número de sensores aeroembarcados são utilizados pela Força Aérea, incluindo o radar Gabbiano, selecionado para o KC-390, o SeaSpary 5000E, instalado na versão modernizada do EMB-111 Bandeirulha, e a moderna suíte de sensores do caça de 4ª geração Gripen NG BR, que inclui o radar AESA Raven ES-05, o sistema de rastreio infravermelho passivo IRST frontal, um avançado sistema de IFF (identification friendly-or-foe) e o inovador sistema de engodos eletrônicos de auto-proteção contra mísseis terra-ar denominado BriteCloud.

Roberto Caiafa