ÁREA DO CLIENTE

Tiro real com helicópteros na Amazônia Oriental

O Destacamento de Aviação do Exército do Comando Militar do Norte (Dst Av Ex/CMN) realizou no final de junho o adestramento de tiro com armamento lateral, pela primeira vez, na região da Amazônia Oriental.

O exercício foi praticado em uma área isolada do município de Marabá (PA), empregando aeronaves HM-1A Pantera e HM-4 Jaguar e também contou com a participação de 12 mecânicos de voo. O objetivo foi manter as capacidades operativas no cumprimento das tarefas de apoio de fogo,  além da prontidão para emprego nas missões.

“Esta é uma capacidade técnica prevista em todos os batalhões da Aviação do Exército. Para atingirmos essa capacidade, realizamos o exercício em ambiente controlado, garantindo toda a segurança necessária. O adestramento eleva o nosso nível operacional e possibilita o melhor apoio ao Comando Militar do Norte”, destacou o coronel Everaldo Ribeiro Ramos, comandante do destacamento.

O Dst Av Ex/CMN completou dois anos de existência  em 30 de junho e durante este período, já atuou em diversas operações nos Estados do Pará, Amapá, Maranhão e ainda em outras áreas do território nacional, em apoio operacional e/ou de calamidade pública, como nas recentes enchentes no Rio Grande do Sul.

Atualmente, está sediado em Belém (PA), junto ao Comando Militar do Norte (CMN), e possui quatro aeronaves, sendo duas do modelo HM-4 Jaguar (H225M Caracal), helicóptero de grande aeromobilidade de tropa, e dois HM-1A Pantera (AS365 K2), que se destaca por ser leve e facilitar o deslocamento em áreas restritas, sem quebrar o sigilo da missão. Há previsão de uma quinta aeronave chegar no segundo semestre deste ano.

Fonte: Comando Militar do Norte

COMPARTILHE