SISFRON – Sistemas de sensoriamento modernos nas fronteiras amazônicas

9
2232
Alexandre Paringaux / Safran

Entre 27 de setembro e 01 de outubro, o Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEX), por intermédio da Divisão de Material de Comunicações, Eletrônica e Cibernética (DMCEC), realizou a capacitação para operação e manutenção dos binóculos termais compactos (BTC) JIM-LR para militares de organizações militares do Comando Militar da Amazônia (CMA) nas instalações do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS).

Na ocasião também houve o apoio na realização do termo de recebimento e exame de material (TREM) para o recebimento de quatro destes sistemas pelo 12º Batalhão de Suprimentos (12º B Sup). Estas atividades estão relacionadas com as entregas previstas para o Sistema de Sensoriamento e Apoio à Decisão da Fase 3A (SAD 3A) do Programa Estratégico do Exército (Prg EE) do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON).

Militares do CMA recebem a capacitação no BTC JIM-LR (Fotos: ten Alex Aguiar)

O BTC JIM-LR é um binóculos infravermelho multifuncional de longo alcance, projetado pela empresa suíça Safran Vectronix AG, do Grupo Safran, para aplicações militares e civis. Em 2017, a Fábrica de Material de Comunicações e Eletrônica (FMCE), da Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL), assinou uma parceria para, dentre outras coisas, a integração do JIM-LR com o compressor tático de vídeo CTV-1400, permitindo, assim, a transmissão de vídeo em tempo real através do rádio portátil TPP-1400, para que seja utilizado pelo observador avançado do Sistema Gênesis, de artilharia.

Binóculos infravermelho multifuncional de longo alcance JIM-LR (Imagem: Safran Vectronix)

O Prg EE SISFRON visa dotar o Brasil de meios de emprego dual aproveitando a efetiva presença do Exército na Faixa de Fronteira, apoiado em um complexo Sistema de Sensoriamento, Integração, Comando e Controle, Apoio à Decisão e Atuação Estratégica de diversos órgãos da República e aumento da operacionalidade e do poder de combate da tropa. Trata-se de um Programa Estratégico, em implantação de acordo com o que prevê a diretriz publicada na Portaria nº 512-EME, de 11 de dezembro de 2017, que envolvem dois aspectos especialmente considerados em todos os processos de contratação relacionados ao SISFRON: alta complexidade tecnológica e defesa nacional.

Com informações do ComSoc do CCOMGEX

9 Comentários

  1. top +++

    O JIM LR pode detectar pedestres a mais de 5,3 km de distância e identificá-los a uma distância de 950 metros. Ele pode detectar um veículo a mais de 8 km de distância.. imagina isto conectado ao sitema Gênesis!!!??

  2. Equipamento super interessante! sem duvidas ira maximizar a capacidade de nossas tropas no quesito vigilância de fronteiras e reconhecimento da frente de combate.

  3. A ideia de integrar o binoculo de visão térmica Suíço com o compressor tático de vídeo CTV-1400 Pará tramiti o que o soldado ver e fantástica!! Muito bom!!

  4. Pergunta no modo irônico:
    Esse equipamento pega gente desmatando a amazônia?
    Falando sério agora!
    Desconhecida essa capacidade dos destacamentos de fronteira do nosso exército.

    • cwb é um Binóculo, não tem esta capacidade de pegar alguém… Quem pega é PM a PF … 🙂

      Capacidade de detectar pedestres a mais de 5,3 km de distância e identificá-los a uma distância de 950 metros. Ele pode detectar um veículo a mais de 8 km de

  5. Onde está escrito desconhecida leia-se desconhecia…
    Completando meu comentário:é bom ver nossas forças armadas usando equipamentos que ajudam a melhorar o modo de combater em um ambiente pouco amigável como a Amazônia.
    Abraço a todos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here