CAEx finaliza os testes do Sistema Gênesis de artilharia de campanha

3
1753

O Centro de Avaliações do Exército (CAEx), o “Campo de Provas da Marambaia/1948″, no período de 28 de setembro a 2 de outubro, realizou testes com o Sistema Gênesis GEN-3004, Subsistema de Direção de Tiro e Coordenação de Fogos do Sistema de Artilharia de Campanha.

Participaram das atividades de avaliação operacional do Gênesis duas baterias do 31º Grupo de Artilharia de Campanha (Escola) (31° GAC (Es)), Organização Militar (OM) de apoio, além de militares do 8º Grupo de Artilharia de Campanha Pára-quedista (8º GAC Pqdt), do 11º Grupo de Artilharia de Campanha (11º GAC) e do 21º Grupo de Artilharia de Campanha (21º GAC), como analistas e alimentadores de informações, e prestigiaram o evento, o Chefe do CAEx, general de brigada Carlos Eduardo da Mota Góes, e o Comandante da Artilharia Divisionária da 1ª Divisão de Exército (AD/1), “Artilharia Divisionária Cordeiro de Farias”, general de brigada Fernando Bartholomeu Fernandes, cuja missão, em relação à artilharia de campanha envolvida, é orientar, verificar e avaliar a situação técnica no âmbito do Comando Militar do Leste.

Durante a avaliação operacional em questão, os militares do 31° GAC (Es) empregaram o Sistema Gênesis para realizar uma ampla variedade de missões típicas de apoio de fogo, desde o planejamento de fogos até as operações ofensivas de um grupo de artilharia de campanha orgânico de uma brigada, em condições realísticas de combate, com execução de tiro real nas linhas de tiro do CAEx.

Sistema Gênesis GEN-3004

O Sistema Gênesis é um sistema computadorizado de direção e coordenação de tiro Nível Brigada, que objetiva substituir os métodos tradicionais, de forma a atender às necessidades de Apoio de Fogo das Armas de Infantaria, Cavalaria e Artilharia. Dotado de equipamentos apropriados para o emprego em campanha, o sistema possibilita maior precisão e um expressivo ganho de velocidade no processamento das missões de tiro, permitindo que o comandante intervenha no combate pelo fogo no momento oportuno e com munições e volumes adequados.

É um Sistema e Material de Emprego Militar (SMEM) desenvolvido pela Fábrica de Material de Comunicações e Eletrônica (FMCE) da Indústria de Material Bélico (IMBEL), empresa estratégica de defesa vinculada ao Comando do Exército, por intermédio do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT). Constitui-se em mais um SMEM desenvolvido pelo Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército (SCTIEx), que possibilitará um incremento na modernização dos métodos de direção de tiro e na coordenação de fogos em todos os Grupos de Artilharia de Campanha do Exército Brasileiro.

O Sistema Gênesis GEN-3004 é composto por:

  • Módulo de Observação;
  • Módulo de GAC;
  • Módulo Oficial de Ligação;
  • Módulo de Linha de Fogo;
  • Computador Portátil de Direção de Tiro Palmar II COM-3004.

Os testes finalizaram a avaliação operacional do aludido sistema, em cumprimento ao Plano de Avaliações de SMEM do DCT, para o biênio 2020-2021.

Com informações do CAEx e IMBEL
Fotos: Sd da Souza

 

Para mais informações 

IMBEL. Sistema Gênesis GEN-3004. Disponível em https://www.imbel.gov.br/index.php/a-empresa/104

3 Comentários

  1. Excelente matéria que amplia o conhecimento geral dos leitores do Tecnodefesa. Parabéns!

    O Gênesis aliado ao uso de VANT, para observação e calibração, fará todo a diferença para nossa artilharia, especialmente em regiões de selva.

    CM

  2. É sempre muito bom ver nossas forças armadas se qualificando cada vez mais! Pelo que observei no site da Imbel o sistema Genesis GEN-3004 opera com rádio encriptado na faixa de 30-88 Mhz (VHF) para a conexão entre os módulos, podendo transmitir comandos de voz e dados, neste caso serve apenas para telemetria ou consegue transmitir imagens também. Pois vejo que para a busca de alvos com drones é necessário um link de dados expressivo, pode ser necessário fazer um upgrade futuro neste sistema para que opere com essa capacidade?

  3. Será adotado pelos nossos fuzileiros navais tambem, ou o sistema adquirido dos israelenses já cumpre essa função tambem, e o Genesis ,será integrado na viatura porta-morteiro Guarani.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here