Operação Taquari 2 – Marinha enviará o NAM Atlântico para o Rio Grande

A Marinha do Brasil (MB) enviará, nesta quarta-feira, dia 8, o navio-aeródromo multipropósito (NAM) Atlântico (A140), o maior navio da Força Naval, para Rio Grande (RS), aumentando a capacidade de apoio às populações atingidas pelas enchentes e fortes temporais que assolam o estado.

Com organização similar a uma operação de guerra, a MB está mobilizando quatro navios, 20 embarcações, 12 aeronaves e centenas de militares. A situação assemelha-se à resposta dada, em fevereiro do ano passado, aos fortes temporais que assolaram o litoral norte do Estado de São Paulo, especialmente na cidade de São Sebastião, que ficou conhecido como Operação “Abrigo Pelo Mar“.

DETALHES DA OPERAÇÃO

O NAM Atlântico transportará duas estações móveis para tratamento de água, capazes de produzir um total de 20 mil litros de água potável por hora, a fim de suprir parte da demanda das cidades que sofrem com a escassez desde o rompimento das barragens.

Além deste serão mobilizados também o navio de apoio oceânico (NApOc ) Mearim (G150) e o navio-patrulha oceânico (NPaOc) Amazonas (P120), equipado com três embarcações menores, que seguirão no dia 7, e a fragata Defensora (F41), com partida prevista dia 8, transportando doações e suprimentos.

Para auxiliar no resgate às vítimas ilhadas e no transporte de suprimentos pelas vias alagadas, o NAM Atlântico levará oito embarcações de médio e pequeno porte, que, somadas às oito lanchas em uso no estado desde o dia 30 de abril, ampliarão o contingente de meios aquáticos disponibilizados pela MB.

O trabalho das equipes de resgate aéreo da MB, que salvaram mais de 150 pessoas desde o início da operação, receberá, com a chegada dos navios, reforço de mais oito aeronaves, além das quatro que permanecem de prontidão no estado. Serão doze helicópteros, no total, em um esforço contínuo de resgate aos moradores ilhados em áreas de difícil acesso.

Também estão sendo enviados 40 viaturas e 200 militares Fuzileiros Navais para atuar na desobstrução das vias de acesso, além de equipes de apoio à saúde, formadas por médicos e enfermeiros.

Fonte: Agência Marinha de Notícias

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Na tarde de sábado, dia 18 de maio, a aeronave KC-390 Millennium FAB 2858 realizou lançamento de donativos e materiais...

O Comando Militar do Nordeste (CMNE), nesta quinta-feira, dia 16 de maio, enviou um Hospital de Campanha (H Cmp) para...

Empresa do Grupo Embraer participa de debate sobre soluções tecnológicas que estão moldando o futuro dos grandes centros urbanos As...

Hoje, dia 16 de maio, às 18:00hs, será lançado o livro “Segurança Escolar – Prevenção multidisciplinar escolar contra-ataques ativos”, de...

Comentários

3 respostas

  1. vai ser muito importante a vinda desses meios, ja que as águas estão seguindo para o mar. Provavelmente cidades que rodeiam a laguna dos patos sejam atingidas, como Pelotas e Rio Grande por exemplo.

    1. Segundo entrevista que ouvi, do Comandante do 5⁰ Distrito Naval, o Atlântico não consegue operar na Lagoa dos Patos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL