Colômbia confirma escolha do CAESAR

De acordo com Erich Saumeth, colaborador de T&D na Colômbia, e conforme publicado em INFODEFENSA (mídia parceira), o Exército Colombiano (EC) selecionou o sistema de artilharia autopropulsado de 155 mm CAESAR, da francesa Nexter, da versão 6X6, com chassi Sherpa 10.

Erich escreveu que “o Ministério da Defesa investiu, através do processo nº 21-2022 MDN-EJC, 101.710.788 dólares, a serem pago em dez anos, para um número de unidades que ainda não foi divulgado” (provavelmente 12).

Este contrato foi dado após um processo de avaliação, ocorrido em maio passado, em que foi selecionado o modelo francês, superando os sistemas israelense ATMOS, da Elbit Systems, e o turco Yavuz, da Makina ve Kimya Endüstrisi (MKE), com a aprovação do Corpo General de Exército em desenvolvimento do Projeto Soberania.

“A aquisição do CAESAR visa manter de forma mais eficiente a interoperabilidade e, padronização dos meios da especialidade de Artilharia do Exército Colombiano”, completou.

Esta aquisição, devido a extrema precisão, alcance e mobilidade do CAESAR, colocará a Colômbia em uma posição de destaque no continente, somando-se a França, Arábia Saudita, Indonésia, Tailândia, Dinamarca, Marrocos, Tchéquia, Bélgica e Lituânia como usuários deste moderno sistema de armas e poderá servir de catalisador para a aceleração do Projeto VBCOAP 155mm SR do Exército Brasileiro, pois além de ser o único sistema do tipo testado em combate, também será o único a ser operado em ambiente de selva amazônica.

CAEESAR francês executando um exercício de tiro em Bagram, Afeganistão, em 2009

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

9 respostas

  1. Apesar das minhas fixas estarem todas em cima do ATMOS (assim como foi na do Centauro II) não há dúvidas de que a escolha do CAESAR, por parte da Colômbia, pesará e muito na decisão final do projeto VBCOAP, do EB. E… que escolha rápida por parte dos colombianos, não!? Surpreendente. Alguns dias atrás eu vi algo relacionado também a escolha (ou parece que já escolherem) o sistema de AA. Meu desejo é que a escolha do VBCOAP, do EB, seja a mais rápido possível. Desejo também um Feliz Ano Novo aos redatores e leitores do T&D.

    1. Excelente noticia !!!
      Isso vai fazer o EB a se mexer e tomar um decisão a curto prazo !!!
      Tanto o ATMOS quanto o CAESAR vai elevar o EB a outro patamar!!!!

  2. A escolha do CAESAR vai impactar diretamente na escolha do obuseiro sobre rodas do EB. A utilização na Ucrânia tem sido o melhor marketing que a Nexter podia ter, o sistema sendo provado em combate em ambiente operacional de alta complexidade tecnológica. Gostaria de ter mais informações sobre os usuários e o emprego operacional do Atmos.

  3. Interessante a Colômbia recentemente anúncio o Rafale e agora o Caesar, parece que a Colômbia está comprando muitas armas da França. Poderíamos ver outras compras da França ?

    1. Normal,o governo frances esta oferecendo forma de financiamento imbatível (de pai para filho) para aquisição de produtos franceses !!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL