Brasil e França assinam carta de intenções no setor de defesa

Durante cerimônia realizada nesta quinta-feira, 28 de março, no Ministério da Defesa (MD), foi assinada carta de intenções entre Brasil e França para ampliar a participação brasileira no mercado francês.

O instrumento de cooperação estabelece a criação de um Comitê de Armamento entre as partes, com o objetivo de ampliar a parceria estratégica no segmento de defesa e identificar novos projetos conjuntos de interesse. O acordo ocorreu na semana em que o presidente da França, Emmanuel Macron, cumpre agenda oficial no Brasil.

“Daremos mais um passo nessa profícua relação. O comitê irá proporcionar a continuidade dos avanços da cooperação bilateral e o intercâmbio de informações na área da política industrial de defesa, buscando a identificação de possíveis sinergias dos projetos conjuntos”, disse o secretário de produtos de defesa do MD, Rui Chagas Mesquita.

O comitê sobre armamento será composto por representantes dos Ministérios da Defesa das duas nações. A copresidência do órgão será ocupada pela Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD) do Brasil e pela Direção Internacional de Cooperação e Exportação da Direção-Geral do Armamento (DCA) da França. Ainda este ano, está previsto ocorrer a primeira reunião entre as partes.

 Parcerias comerciais

 No setor de defesa, Brasil e França já desenvolvem projetos como a construção de helicópteros, submarinos e satélites. No dia de ontem, a  Marinha do Brasil lançou ao mar o 3º submarino convencional do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), que faz parte de parceria entre os países firmada em 2008.

Participaram do evento, também, o secretário-Ggeral do MD, Luiz Henrique Pochyly da Costa; o diretor de desenvolvimento internacional da DGA, general Gael Diaz de Tuesta; o assessor de assuntos internacionais do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Flávio Marega; o diretor do departamento de produtos de defesa do MD, general-de-divisão José Luis Araújo dos Santos; o diretor do departamento de financiamentos e economia de defesa do MD, contra-almirante Ricardo Yukio Iamaghuchi; o diretor do departamento de promoção comercial do MD, contra-almirante João Batista Barbosa; e o entre outras autoridades.

Texto: Rayane Bueno / Ministério da Defesa
Fotos: Hisaac Gomes

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Com o objetivo de desenvolver sistemas de alta tecnologia de propulsão e de  aeronaves não tripuladas, está sendo anunciada a...

De todas as novidades da FIDAE 2024, definitivamente a que mais surpreendeu o público não foi a vinda do caça...

A atuação dos drones na guerra entre a Rússia e a Ucrânia mudou os conceitos e doutrinas do atual cenário...

Durante a FIDAE 2024, a Boeing apresentou uma atualização do programa do avião de patrulha marítima P-8 Poseidon e os...

Comentários

Uma resposta

  1. Antes da visita do Macron eu não fazia ideia de que obuseiro sobre rodas seria escolhido. Depois dessa acho que vamos de Caesar. Posso estar errado, mas nào vejo outra hipótese.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EM BREVE