Acordo para a construção do USV Suppressor é assinado

Nesta quarta-feira, dia 07 de fevereiro, a Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON) firmou os termos do Contrato com a TideWise, em uma parceria estratégica de construção de drones navais, que vai revolucionar a Base Industrial de Defesa e Segurança (BIDS) do País.

O contrato vai contemplar o projeto de engenharia e construção de embarcações autônomas multipropósito. O primeiro USV (sigla em inglês para “unmanned surface vehicle”) Suppressor será produzido em alumínio naval, com 7 metros de comprimento e movido por propulsão a diesel, associado a uma estação móvel de controle em um container de 20 pés.

A embarcação será dotada de configuração básica que é composta de sensores de navegação, sonar multifeixe e ROV (“remote operated vehicle”). Com um orçamento estimado em 20 milhões de reais, a construção da primeira embarcação tem previsão de conclusão para o final do ano de 2025.

O contrato ainda abarca a entrega de um protocolo de interface para a embarcação (“application programming interface” – API), visando o atendimento das demandas específicas dos seus operadores, especialmente, no que se refere ao controle e à segurança das comunicações.

O programa é o primeiro do mercado brasileiro e da América Latina que visa à construção de embarcações autônomas de superfície multipropósito no país, com foco no Setor de Defesa e Segurança. As características intrínsecas a esse tipo de embarcação proporcionam versatilidade, permanência e resiliência em ambientes operacionais marítimos desgastantes e de elevado risco à vida humana, além de prover maior viabilidade econômica e sustentabilidade ambiental na sua operação. Dessa forma, pode ser operada remotamente ou de forma autônoma, com significativa mobilidade estratégica, seja por via terrestre, marítima ou aérea, otimizando custos logísticos e operacionais.

O USV Suppressor oferecerá capacidade para a guerra de minas navais, guerra antissubmarino, além de vigilância em águas jurisdicionais marítimas, costeiras, fluviais e restritas, tais como em baías e lagos. A embarcação também possibilitará, às Forças de Defesa e Segurança, o emprego na segurança à navegação e do tráfego marítimo, levantamento hidrográfico, pesquisa oceanográfica ou combate a ilícitos.

O contrato consolidará a materialização da parceria estratégica entre a EMGEPRON e a TideWise, ambas as empresas associadas ao Cluster Tecnológico Naval do Rio de Janeiro (CTN-RJ), representando um importante marco de desenvolvimento da BIDS, que apresenta soluções inovadoras para o ambiente marítimo e atividades correlatas, além de proporcionar à indústria nacional do setor maior autonomia em tecnologias sensíveis para o País.

 

Fonte: EMGEPRON

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL