A importância estratégica do PROSUB, do Complexo Naval de Itaguaí e da Base de Submarinos da Ilha da Madeira

2
3309

A Marinha do Brasil (MB) ativou nesta sexta-feira, dia 17,  a Base de Submarinos da Ilha da Madeira (BSIM), situada no Complexo Naval de Itaguaí (CNI), no Rio de Janeiro. A base integra o  Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), que busca à produção de quatro submarinos convencionais e do primeiro submarino brasileiro com propulsão nuclear.

A BSIM, segundo a Força, será a base naval mais moderna do Brasil, e irá contribuir para a preparação e operação dos submarinos brasileiros, e seus meios de suporte, bem como prestar apoio logístico às outras organizações militares.

Aqui estará em breve a força máxima de dissuasão estratégica de nosso país, submarinos convencionais com propulsão nuclear, submarinos com propulsão diesel-elétrica, e também modernas fragatas e outros meios de apoio ao fortalecimento da soberania e do desenvolvimento do país”, disse o comandante da Marinha, Almirante de Esquadra ILQUES  Barbosa Junior, durantes a cerimônia de inauguração da BSIM.

O PROSUB vai dotar a indústria brasileira da defesa com tecnologia nuclear de ponta, um dos  ponto destacado na Estratégia Nacional de Defesa (END), e a concretização do programa fortalece, ainda, setores industriais nacionais de importância estratégica para o desenvolvimento econômico do país, priorizando a aquisição de componentes fabricados no Brasil para os submarinos, o que é um forte incentivo ao nosso parque industrial.

Além dos cinco submarinos, o PROSUB efetivou a construção de um moderno complexo de infraestrutura naval, que engloba o Estaleiro e a Base Naval (EBN) e a Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), no município Itaguaí/RJ.

Cerimônia de lançamento do Submarino S-40 Riachuelo

Em 14 dezembro de 2018, foi lançado ao mar o Submarino “Riachuelo” (S-40), o primeiro dos quatro submarinos nacionais com propulsão diesel-elétrica da classe S-BR, baseados na classe francesa Scorpène, planejados para atuar na defesa da costa brasileira, e que está em testes.

Em 11 de outubro de 2019, a MB concluiu a montagem do submarino “Humaitá” (S-41), o segundo da classe, cujo lançamento ao mar está previsto para dezembro deste ano, e será seguido pelos “Tonelero” (S-42) e “Angostura” (S-43), com previsão para lançamento em 2021 e 2022, respectivamente.

Cerimônia da união das cinco seções que integram o submarino “Humaitá”, em 20/02/2018

Já o submarino nuclear, o “Álvaro Alberto” (SN-10), ainda está em desenvolvimento, sendo seu lançamento previsto para a segunda metade dessa década.

O PROSUB é peça chave não apenas em nossa política de defesa, mas também para toda a estratégia de desenvolvimento científico e tecnológico, pois além de gerarem ferramentas fundamentais para garantir a nossa soberania naval, estimula e capacita o desenvolvimento nacional.

 

Veja Também

Marinha detalha o programa de submarinos para o ano de 2020 (Entrevista)

Submarino “Riachuelo” realiza teste de imersão estática

União das seções do Submarino “Humaitá” em Itaguaí

Marinha do Brasil lança ao mar o Submarino S40 “Riachuelo”

2 Comentários

  1. O prosub é o programa mais importante da defesa nacional em andamento,espero que daqui ao lançamento do SNBR Alvaro Alberto não sofra atrasos. Fé no Brasil!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here