Você conhece o RBS 70 NG?

A partir de 2010 o Exército Brasileiro (EB) buscou acelerar o processo de modernização dos seus sistemas de defesa antiaérea visando, principalmente, a chegada dos eventos internacionais de grande porte que aconteceriam nos anos seguintes no País, exigindo flexibilidade operacional e respostas adequadas para os desafios do século 21. Em 2012 houve o encontro Rio+20. A Jornada Mundial da Juventude, visita do Papa Francisco e a Copa das Confederações em 2013, enquanto a Copa do Mundo aconteceu em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016.

Para suprir uma carência e modernizar seus meios, no segmento dos conhecidos e fundamentais man-portable air-defense systems (MANPADS), os sistemas de mísseis de baixa altura guiados por infravermelho (atração passiva), lançados do ombro do atirador e de emprego tático num cenário tipicamente de combate convencional foram complementados pelo Sistema Míssil de Baixa Altura Telecomandado RBS 70. O EB adquiriu os mísseis terra-ar da Saab em 2014, permitindo que o País entrasse para o seleto grupo de 19 países operadores do RBS 70 que soma, no mundo, mais de 1.600 postos de tiro e 18 mil mísseis entregues. O escopo do contrato incluiu simuladores, sistemas de visão noturna, sobressalentes, ferramental, equipamentos de testes e treinamentos específicos através de cursos.

Com alcance de 7km, o míssil Mk.2 pode atingir alvos a 4 mil metros de altitude. Sua velocidade é de Mach 2 (2.470km/h) e o guiamento é feito por feixe laser, impossibilitando que o míssil sofra qualquer tipo de interferência. Em testes realizados pelo Exército, em mais de uma ocasião, os acertos foram de 100%, embora a Saab divulgue que a média de acertos é de 94%. O remuniciamento é feito em até seis segundos e o sistema é leve e fácil de ser montado.

Em 2018, o EB optou em adquirir um lote do RBS 70 NG, mais moderno do que a versão anterior. O sistema realiza o acompanhamento automático do alvo, resultando no aumento do alcance de utilização do míssil Mk 2 para 8 km, e pode ser operado remotamente, cumprindo missão de defesa antiaérea estática, bem como empregado contra alvos terrestres com blindagem leve.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

As tripulações estão prontas para operar, a bordo do novo blindado, em todos os contextos operacionais. A Escola de Cavalaria...

O grupo italiano Leonardo vem registrando importantes marcas neste início de 2024. Dentre as conquistas e acordos de cooperação recentemente...

No dia de ontem, 27 de fevereiro, representantes da Diretoria de Fabricação (DF) do Exército Brasileiro visitaram a empresa Ares...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL