VBC Cav – Apenas Centauro II, LAV 700 AG e ST1-BR continuam na disputa

No dia de hoje, 30 de setembro, o Exército Brasileiro (EB), por meio do Comando Logístico (COLOG) / Diretoria de Material (DMat), no contexto do Processo de consulta publica “request for proposal” – RFP) COLOG nº 01/2022, para aquisição de 98 viaturas blindadas de combate de Cavalaria média sobre rodas (VBC CAV – MSR) 8X8, anunciou que as empresas Elbit Systems Land, Tata Advanced Systems e CLS Automotive Technologies LLC (que também ofereceu proposta), que apresentaram as viaturas Eitan, Kestrel e Wahash FSV, respectivamente, foram desclassificadas.

O Eitan, apesar das alegações da empresa, foi considerado um protótipo (Foto: Elbit)

O motivo foi o item 7.3.2.4 do citado documento, que informa que “Na Fase lA, para os critérios avaliados, todas as OFERTAS receberão um grau dentre as seguintes possibilidades: SATISFATÓRIO ou INSATISFATÓRIO”, sendo considerado insatisfatório “OFERTA NÃO atende ao Nível de Maturidade da Obtenção por Aquisição (Projeto Conceituai, Protótipo ou Lote-Piloto).”

O Wahash FSV, da empresa Calidus, dos Emirados Árabes Unidos, também foi ofertado para o VBC Cav, mas desclassificado por ser considerado protótipo

A alegação principal para isso é que uma viatura protótipo ou pertencente a um lote-piloto indica que o mesmo não pode ser considerado adotado, pois o projeto tende a sofrer inúmeras modificações e adequações ao mundo operacional, fruto das necessidades não previstas e necessárias para torná-lo adequados aos cenários de sua utilização.

O Kestrel ainda é um projeto (Imagem: Tata)

Como Tecnologia & Defesa já antecipou, os únicos candidatos com possibilidades de serem escolhidos são o Centauro II, LAV 700 AG e ST1-BR.

Na próxima, sexta-feira, dia 07 de outubro, o EB ira anunciar o chamado “short list”, com as viaturas escolhidas para iniciar a fase de negociações de propostas. A previsão para definição do vencedor é dia 25 de novembro deste ano e a assinatura do contrato nos dias 28 ou 29 de novembro.

 

Copyright © 2022 todos os direitos reservados

Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida ou transmitida em qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônica ou mecanicamente, exceto nos termos permitidos pela lei, sem a autorização prévia e expressa do titular do direito de autor.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Comando Militar do Nordeste (CMNE), nesta quinta-feira, dia 16 de maio, enviou um Hospital de Campanha (H Cmp) para...

Empresa do Grupo Embraer participa de debate sobre soluções tecnológicas que estão moldando o futuro dos grandes centros urbanos As...

Hoje, dia 16 de maio, às 18:00hs, será lançado o livro “Segurança Escolar – Prevenção multidisciplinar escolar contra-ataques ativos”, de...

Um drone do Exército Brasileiro (EB) localizou, no fim da tarde dessa terça-feira, dia 14, moradores pedindo ajuda no topo...

Comentários

31 respostas

  1. pra mim essa disputa fica entre os italianos e os chineses. Não prevejo os americanos atuando nesse segmento não

    1. Niras eu fiz esse mesmo questionamento.
      Eu tenho minhas dúvidas de esse MaxxPro MRV-PK seria capaz de socorrer o futuro VBC-Cav, fora o st1 os demais tem quase o dobro do peso do guarani…talvez precise de um 8×8

    1. seria bom que esta novela do CC de cavalaria termine logo para que as forças armadas foquem nas defesas antiaéreas e artilharias de campanha e de costa

      1. Antonio, o EB tem equipes trabalhando paralelamente, cada uma no seu quadrado. O Centauro faz parte do subprojeto PEE Guarani. Tem o PEE (Projeto Estrategico do Exercito) Nova Couraça, que estuda os novos MBTs, assim como o PEE Artilharia anti aérea de Medio Alcance. Claro que o Orçamento perene é importante, mas está tudo andando.

  2. Disputa será entre Centauro II e LAV700, o ST1-BR deverá ter uma proposta comercial ótima, mas não deve ser escolhido devido ao histórico pouco confiável dos veículos chineses na América Latina e também por ser concorrente do Guarani na Argentina, uma vitória aqui daria uma moral alta para eles naquela disputa.
    O vencedor creio que será o Centauro II, por ser um veiculo dedicado, com um canhão 120mm (já passou da hora do EB evoluir para o 120mm), já possui uma unidade fabril da IDV no Brasil que daria vantagem logística e a o veiculo já encontra-se na versão 3.0 com melhorias e correções já implementadas pelos Italianos. LAV700 é um ótimo veiculo, mas isso vai significar que continuaremos com 105mm por no mínimo mais 30/40 anos, e por mais desatualizados que sejam os países Latinos no futuro começaremos a ficar em desvantagem.

    1. venho falado a um tempo que escolher o Norinco é um tiro no pé para venda dos Guarani na Argentina. Vale destacar que o LAV700 é baseado nos Piranha que já está em operação no CFN, ou seja, já se tem uma base logística (embora que pequena).

  3. Poderiam parar por aqui e dar o Centauro II como vencedor. O Brasil merece o melhor e somente os italianos podem oferecê-lo!

    1. Sim meu caro Boeing, mas para se evitar processos de uma ou outra perdedora, o procedimento tem que ser seguido, até porque o TCU tb está de olho.

  4. Bom ,meu favorito, e da maioria, tá na lista (Centauro II) e creio que com tantas váriáveis favorecendo o mesmo( fábrica da IDV aqui em MG etc ) e a possibilidade de vermos sua torre equipando os Leopard 1A5 BR então, leva a coisa a outro nível. Agora é só aguardar !!!

    1. Concordo plenamente, só pelo fato de podermos instalar a torre do centauro 2 nos leopards e equipá-los com um canhão de 120mm, fabricando também as munições, já é motivo mais que suficiente para adotar o veículo italiano.

  5. Vejo o centauro como campeão, ainda mais depois da visita de uma delegação da Itália ao Brasil esses tempos

  6. É inegável que o Centauro 2 é o favorito na questão técnica, a dúvida que fica é a diferença de preço entre ele e o ST1-BR. Caso a proposta chinesa envolva produção aqui no Brasil, transferência de tecnologias e o preço final seja metade ou até 1/3 do valor da proposta italiana, vai ser difícil dizer não.

  7. O único desenvolvido para a missão de VBC Cav é o Centauro 2, também possui canhão de 120 milímetros. O resto é gambiarra. Muito fácil de se tomar essa decisão. Basta querer o melhor para o Exército. Durante décadas compramos veículos usados e de segunda linha, agora chegou o momento de nos equiparmos com o estado da arte, com o melhor carro de combate sobre rodas do mundo. Estou na torcida pelo Centauro 2.

  8. Não há dúvidas que o favorito do EB é o Centauro II. Tanto o LAV700 (via FMS) quanto o ST1BR (produto chinês ser mais barato) continuam nesta etapa da concorrência para forçar uma melhora na proposta pelos italianos. Acredito que dia 07/10 serão declarados finalistas o Centauro II e o ST1BR. Já no dia 25/11, finalista o melhor: CENTAURO II.

  9. A Rússia perdeu uma batalhão inteiro ao tentar atravessar um rio na Ucrânia,se os blindados Russos fossem anfíbios estariam todos vivos.Será que ninguém enchergar isto? A verdade é que a melhor escolha são os veículos Chineses,os Chineses sempre vendem 2 pelo preço de 1.se comprarmos estes veículos teremos acesso a outras tecnologias Chinesas as quais os americanos e europeus nem sonham em nós passar.

    1. Qual equipamento atual, fabricado na china, já foi testado em combate? Esse blindado chinês não chega nem no pó do Centauro II. Além disso, a escolha da viatura chinesa pelo EB iria sinalizar de forma negativa aos possíveis compradores do Guarani, como os argentinos, por exemplo.

        1. O Centauro II não, mas o B1, sim. E muitos aprendizados foram aplicados no II. E em matéria de qualidade e tradição, entre italianos e chineses, não tem comparação .

  10. Talisson.. muito bom seu ponto de vista.. e realmente vejo logica somando com a colaboração do Forists Ary… O Centauro vai Valorizar a Plataforma Guarani, fortalece venda para a Argentina e a possibilidade de outros países da AL escolhendo um 8×8 montado no Brasil…

  11. Oi Paulo. Você acha que se o Brasil optasse pela oferta Chinesa teria algum problema com o CAATSA como foi o caso na Argentina?

  12. Pelo conjunto da obra o vencedor vai ser centauro !!!
    Agora vamos ver se o governo chines vai oferecer o financiamento imbatível para vender o produto chinês !!!
    A vitoria está na mao do governo chinês!!!!

  13. Sem dúvida que o Centauro é favorito, mas o LAV 700 tem boas chances dado ser vendido via FMS e ter sistemas de empresas de renome e conhecidas do EB com a John Cockerill e Caterpillar.
    Não vejo nenhuma chance para o blindado da Norinco.

    1. Se for vender via FMS tem que cancelar a licitação. Mas só pode vender o chassi pq a torre da cockeril não pode ser incluída no contrato.

      1. Não tem nada disso. O FMS é considerado venda governo-a-governo e o veículo é vendido como um “sistema de armas” pela GDLS, e não uma peça separada da outra.

  14. O Exército Brasileiro merece estar equipado com o melhor veículo de combate de cavalaria do mundo. Será a primeira vez na história que vamos ter a oportunidade de adquirir um veículo de combate no estado da arte, na vanguarda tecnológica em nível mundial. O Centauro 2 é um sonho que queremos se torne realidade. É o que precisamos para dissuadir qualquer ameaça as nossas fronteiras terrestres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL