Tiro noturno do Leopard 1A5BR

O 1º Regimento de Carros de Combate (1º RCC) praticou, entre 11 e 14 de maio, o seu primeiro exercício de tiro real noturno, operacional, com o pelotão da viatura blindada carro de combate (VBC CC) Leopard 1A5BR, no Campo de Instrução Barão de São Borja (CIBSB), em Rosário do Sul (RS).

Nunca antes pelotões de carros de combate, constituídos e certificados por uma seção de instrução de blindados tinha feito uma atividade desta natureza, a qual desenvolveu-se após um ano de estudos e planejamentos, onde foram levantados e avaliados diversos materiais para construção dos alvos, além da busca de alternativas para o controle e coordenação do exercício em períodos de baixíssima visibilidade, objetivando a máxima eficiência e segurança do adestramento. Participaram cinco Leopard 1A5BR, sendo um pelotão com quatro e mais um de reserva, e ao todo foram efetuados 46 disparos de 105mm.

Veja o vídeo institucional do 1º RCC:

Com informações da Seção de Comunicação Social do 1º RCC
Crédito das imagens: Luciano Souza e cabo Eduardo Muller

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW) publicou, na última sexta-feira, dia 19 de abril, um pedido de cotação...

O crescimento da Base Industrial de Defesa e Segurança Pública (BIDS) torna esse setor ainda mais estratégico e relevante para...

Em comemoração a semana do Exército, o Comando Militar do Sudeste (CMSE) está organizando uma série de eventos na Capital Paulista,...

O Ministério da Defesa (MinDef), por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SeProD), acompanhou, entre os dias 15 a...

Comentários

10 respostas

  1. Somente agora fizeram este tipo de teste noturno ? eu pensava que isso era uma rotina no treinamento de tiro. Nossos generais somente agora se deram conta que existe guerra a noite ? Realmente estamos muito mal de generais !

  2. Senhores, não foi o primeiro tiro noturno com o Leopard 1A5BR, mas o primeiro exercicio operacional, com tiro real, com um pelotão CC completo, algo mais complexo.

  3. Mesmo assim, em todos esses anos esse é o primeiro exercício com time completo noturno? A Tempestade no Deserto no milênio passado já envolvia a maior parte dos combates no período noturno… o EB tá bem atrasado nisso, se for esse o entendimento. Tá faltando reorganizar o treinamento para aumentar os que são noturnos…

  4. Bem explicado amigo Bastos. A matéria dá a entender que é a primeira vez que o EB realiza o tiro noturno e agora ficou claro que é o primeiro exercício operacional. E que venham mais como estes. Grande abraço

  5. Avisem aos argentinos ,para por favor no momento so nos invadirem de dia .
    Talvez daqui a 6 meses esta liberado invasao noturna

  6. O Tank Leopard 1A5 não possui capacidade plena de combate noturno e quando falo isso me refiro a um equipamento de observação e busca de alvos para o Comandante do Carro. O equipamento termal instalado da empresa Carl Zeiss fornece termogramas em apenas um módulo de visualização ou seja não há como haver a busca de alvos independente entre o Cmt e o Atirador.
    Essa dificuldade é mitigada pelo uso de equipamentos de intensificação de luz residual infravermelho pelos Cmt de Carro mas é importante salientar que apenas a partir do Tank Leopard 2A5 o equipamento Peri R-17 passou a vir com essa capacidade. Tenho um extenso artigo sobre o assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL