SISFRON – Exército recebe novas Balsas Fluviais

No dia 12 de setembro, o 8º Batalhão de Engenharia de Construção (8º BEC), de Santarém (PA), recebeu duas balsas carga geral dentro do Programa Estratégico do Exército (Prg EE) SISFRON.

A cerimônia, que ocorreu na cidade de Manaus (AM), foi presidida pelo general de exército Achilles Furlan Neto, comandante militar da Amazônia (CMA), e contou com a presença do general de divisão Omar Zendim, comandante da 12º Região Militar (12º RM), do general de brigada Ivan Alexandre Corrêa Silva, comandante do 2º Grupamento de Engenharia (2º Gpt E).

As duas balsas, a “Capitão Gonçalves”, com capacidade de 800 toneladas, e a “Muiraquitã”, para 300 toneladas, foram construídas pelo Estaleiro Bibi, de Manaus (AM), em um importante fomento à indústria nacional, gerando emprego e renda, e contribuirão para a logística de transporte marítimo, sendo conduzidas, prioritariamente, pelo empurrador fluvial “Piquiatuba II”, também pertencente ao 8º BEC  recentemente adquirido junto ao mesmo construtor, com recursos do SISFRON.

De imediato, essas novas embarcações serão empregadas no transporte de insumos e equipamentos de engenharia para a realização de obras, em andamento, na BR-156, no trecho que interliga as cidades de Macapá a Laranjal do Jari, no estado do Amapá.

Com informações e imagens do Escritório de Projetos do Exército Brasileiro

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Durante a Eurosatory 2024, que esta ocorrendo no Centro de exposições Paris-Nord Villepinte, localizado nos arredores de Paris, a empresa...

Variante com uma nova torre é  apresentada na feira de Paris A BAE Systems está apresentando o CV90MkIV com uma...

Na quarta-feira (12), o mercado de defesa se agitou com a notícia divulgada pelo portal britânico Janes de que o...

A AVIBRAS Indústria Aeroespacial S/A, que em tempos passados foi considerada uma das maiores empresas  de defesa do mundo, mas...

Comentários

5 respostas

  1. Interessante que, na primeira imagem, a Capitão Gonçalves parece ser maior que a Muiraquitã, entretanto o texto informa capacidades de 80 e 300 ton de carga, respectivamente.

  2. Essas embarcações podem transportar blindados pesados como Guarani e um Leopard 2a7? Seriam interessante para colocar batalhões de infantaria mecanizada no Norte do Brasil.

    1. pra que vc vai colocar MBT e VBTP numa região de selva densa ? zero úteis nesse ambiente. na melhor das hipóteses põe atuar no norte de Roraima e olhe lá. se não me engano justamente nessa região do labradio que se tem um batalhão de infantaria com VBTP’s

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL