SIMDE envia manifestação ao MD sobre ABGF e garantias de exportação para a BID

0
799

O SIMDE – Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa enviou no último dia 30 de novembro ofício ao Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva – com cópia para os Ministros da Casa Civil, da Secretaria de Governo e da Economia externando a preocupação com a eventual extinção da ABGF – Agência Brasileira Gestora de Garantia e Fundos Garantidores e a consequente continuidade das garantias de exportação para a Base Industrial de Defesa do Brasil.
No ofício, o Diretor-Presidente do SIMDE, Carlos Erane de Aguiar registra e agradece o irrestrito apoio que a Base Industrial de Defesa tem obtido do MD e, em particular da Secretaria de Produtos de Defesa – SEPROD e pede atenção especial do Ministro ao tema garantias de exportação, uma vez que ABGF é hoje responsável pela operação do Seguro de Crédito à Exportação (SCE).
O Diretor-Presidente do SIMDE explicita que “as exportações da Indústria de Defesa do Brasil em 2019 chegaram a 1,2 bilhão de dólares – apenas no que ser refere a produtos controlados – e tem sido um importante recurso para sua sobrevivência, ao mesmo tempo que auxilia na balança comercial do Brasil”. E complementa, afirmando que “nossa preocupação se refere ao fato de que em 30 de dezembro de 2020 chegará ao fim o contrato do Governo Federal com a ABGF, hoje operadora do SCE. Preocupados com a instabilidade que isso possa gerar apoiamos a renovação do contrato com a Agência, considerando que a interrupção abrupta dessas atividades causará impactos em cascata que afetarão o desempenho das nossas exportações”.
Finalizando o ofício, o Diretor-Presidente do SIMDE reafirma a certeza de que o “Ministério da Defesa está acompanhando o assunto de perto e com toda expertise, o que torna desnecessário maior detalhamento do Tema e, desta forma, reiteramos nossas preocupações e confiamos nesse Ministério no sentido de batalhar por um encaminhamento que assegure os interesses do Brasil e das empresas exportadoras da Base Industrial de Defesa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here