SIATT inicia planejamento para instalação do SisGAAz

O Consórcio Miramar, constituído pela SIATT e a BEN, venceu a concorrência para instalação da primeira UV do Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul.

A SIATT – Sistemas Integrados de Alto Teor Tecnológico está pronta para assumir um importante papel na proteção e monitoramento da Amazônia Azul. Em parceria com a BEN (Bureau de Engenharia & Negócios), a empresa constitui o Consórcio Miramar, vencedor da concorrência para o projeto de obtenção da primeira Unidade de Vigilância (UV) do SisGAAz (Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul), da Marinha do Brasil (MB).

A empresa será responsável por toda a implementação da UV, incluindo instalação, integração dos sensores e comunicação de dados. A unidade será construída nas proximidades do Farol de Castelhanos, na Ilha Grande, no Rio de Janeiro. A Marinha avalia a possibilidade de instalar uma segunda UV nas proximidades do Farol Novo de Cabo Frio, também no litoral fluminense.

“Recebemos com muita alegria o anúncio do Consórcio Miramar como vencedor da concorrência. A importância estratégica do SisGAAz para o Brasil é imensa, e todos nós estamos comprometidos em contribuir para a soberania do país. É um compromisso que está no DNA do SisGAAz e da nossa empresa”, disse o CEO da SIATT, Rogerio Salvador.

Concepção preliminar da infraestrutura da primeira UV do SisGAAz- Credito Miramar-RF Com (Imagem: SIATT)

A previsão é que o projeto para instalação da Unidade de Vigilância seja concluído em 24 meses, do desenvolvimento à instalação, integração e testes.

Ao longo destes dois anos, a SIATT planeja expandir sua equipe para atender as demandas do projeto, principalmente nas áreas de engenharia de sistemas, integração de sensores e testes da Unidade de Vigilância. Atualmente a empresa conta com pouco mais de 100 profissionais com dedicação exclusiva.

“Para as obras civis, vamos empregar profissionais disponíveis na região onde será instalada a Unidade de Vigilância para fortalecer o envolvimento da comunidade local”, revelou o CEO da SIATT.

Já a BEN aplicará sua experiência em engenharia de instalações especiais, como as soluções de infraestrutura terrestre e aquaviária, visando garantir a preservação ambiental e do patrimônio histórico durante a implementação do projeto.

“Os nossos faróis, incrustados na Mata Atlântica, são verdadeiros santuários posicionados em lugares de difícil acesso. O cuidado e respeito com este ecossistema é um dos nossos valores para este projeto”, disse Salvador.

Expertise

A SIATT tem reconhecida capacitação em integração de sistemas, armamentos inteligentes, sensores, radares e sistemas de telemetria.

A empresa é reconhecida por seus projetos com a Marinha e o Exército, incluindo o Mansup, míssil Antinavio de superfície, e o míssil anticarro MSS 1.2. A expectativa da empresa é ampliar o seu ritmo de crescimento em um futuro breve.

“Vislumbramos um horizonte de rápido crescimento para a SIATT.  A recente parceria da SIATT com a EDGE, ainda em fase de finalização dos detalhes do acordo, permitirá a expansão de mercados e produtos. Até então a SIATT tinha como cliente quase exclusivo o governo brasileiro, mas esta parceria propiciará a diversificação de clientes e a aceleração de projetos, resultando no aumento de oportunidade de novos postos de trabalho e irrigação da cadeia de parceiros”, estima Rogerio Salvador.

Fonte: SIATT

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Na tarde de hoje, 27 de maio, um comboio com três viaturas blindadas de transporte de pessoal (VBTP) 6X6 Guarani,...

No dia de hoje, 24 de maio, a Agência de Cooperação de Segurança de Defesa (Defense Security Cooperation Agency – DSCA)...

A capital turca, Istambul, foi palco de discussões sobre segurança e defesa nos dias 21, 22 e 23. A Feira...

De acordo com a portaria nº 443-COTER/C Ex, o Exército Brasileiro (EB), através do Comando de Operações Terrestres (COTER), constituiu...

Comentários

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL