SENAI-BA e setor industrial iniciam ações de enfrentamento ao coronavírus

Em meio aos desafios impostos pela pandemia de Conoravírus, a Rede SENAI de Inovação (ISIs e ISTs) está iniciando ações, em parceria com o setor industrial de todo o país, no sentido de contribuir com soluções que podem gerar grande impacto. Na Bahia, o SENAI CIMATEC Park (Camaçari) está finalizando uma linha de envasamento de álcool líquido 70 para ser distribuído no sistema público de saúde do estado. A ação faz parte da força tarefa coordenada pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDE) e do Planejamento (Seplan), com o apoio de diversas empresas.

O álcool, que será doado por usinas sucroalcooleiras que operam no estado, passará por diluição a 70%, num tanque de recebimento de 2 mil litros. Cerca de 30 pessoas foram contratadas para esta operação, que terá o apoio do Corpo de Bombeiros, responsável pela segurança. A expectativa é começar a envasar o álcool nesta terça-feira (24) e fazer a entrega do primeiro lote já na sexta-feira (27). O material será utilizado para assepsia e desinfecção dos diversos ambientes de unidades de saúde.

O SENAI CIMATEC também está adquirindo máquinas para a realização de testes de PCR, que podem detectar se um paciente com suspeita da Covid-19 tem ou não o vírus. O objetivo é atuar na realização de testes para funcionários das indústrias e também ampliando a capacidade de testes do Laboratório Central de Saúde Pública – LACEN. Os resultados dos testes PCR podem sair em duas horas.

Uma terceira ação está em andamento. Com o apoio financeiro de empresários do setor industrial, o SENAI CIMATEC está liderando uma rede nacional de manutenção emergencial de respiradores mecânicos. O intuito é aumentar o número de equipamentos disponíveis para o processo de enfrentamento da pandemia, já que, após o processo, os equipamentos podem voltar ao uso dentro de uma semana.

A instituição vai disponibilizar ainda uma equipe de engenheiros e técnicos que irá capacitar outros grupos para realizar a manutenção destas máquinas. Desta forma, a manutenção de máquinas vai ganhar escala, ampliando assim a solução nacionalmente e assegurando respostas rápidas.

Em paralelo, a Federação das Indústrias do Estado da Bahia, em parceria com as indústrias do estado, se articula com os agentes públicos para a aquisição de novos respiradores mecânicos.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) planeja testar uma das mais avançadas tecnologias de imageamento por satélite. Isso será...

A IACIT fortaleceu sua posição no mercado ao estabelecer uma colaboração estratégica com a Omnisys Engenharia, subsidiária da Thales, e a Meteomatics,...

A MBDA assinou uma emenda contratual com a Organização para Cooperação Conjunta em Armamento (OCCAR) para aumentar as capacidades técnicas...

A equipe de Tecnologia & Defesa esteve a bordo do super navio-aeródromo USS George Washington (CVN 73), um navio de...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL