Saab fornecerá quatro robôs submarinos Seaeye Leopard ao Brasil

A Saab recebeu a encomenda, da Belov Engenharia, de quatro (4) veículos Seaeye Leopard que atuarão nas operações da Petrobras no Brasil. O pedido foi reservado no segundo trimestre de 2020.

O Leopard é um veículo submarino remotamente controlado (Remotely Operated underwater Vehicle – ROV), elétrico, desenvolvido pela Saab Seaeye, divisão da Saab de robótica subaquática, que tem a metade do tamanho de um equipamento hidráulico com as mesmas capacidades. Com agilidade, o veículo é reativo e tem maior praticabilidade, sendo capaz de lidar com correntezas mais fortes, ampliando, assim, as possibilidades operacionais. O Leopard consegue atingir profundidades de até 3 mil metros.

“O Leopard foi desenvolvido para atender manobras complexas de forma ágil, em profundidades que nenhum outro veículo de trabalho hidráulico consegue atingir. A tecnologia aplicada no equipamento confere toda a qualidade e segurança que são marcas das nossas soluções na Saab”, comenta Piet Verbeek, Diretor de Vendas da Saab.

 

Com tamanho compacto e uma relação empuxo-volume sem precedentes, o que gera velocidade na água, o equipamento entrega potência e estabilidade, tanto da carga útil como de manobra, necessárias para transportar uma variedade grande de ferramentas e sensores, geralmente associadas a sistemas hidráulicos bem maiores. Com isso, é possível ter economia considerável de carbono, staff, mobilização e custos de manutenção.

Uma das principais vantagens no manuseio do Leopard é a sua arquitetura de controle inteligente iCON® que, além de promover um maior controle, oferece mais informações sobre a operação do veículo, aprimora o diagnóstico de falhas e permite uma maior redundância. O iCON® também é adaptável a tecnologias futuras, incluindo operações autônomas.

Os Leopards serão incorporados à frota Saab Seaeye da Belov e serão lançados de três embarcações de apoio ao mergulho (DSVs) para limpar e inspecionar os risers em unidades flutuantes de armazenamento e transferência (FPSOs), entre outras tarefas.

Fonte: Saab do Brasil

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Começou no ultimo domingo, dia 14 de abril, a Operação “Jeanne d’Arc 2024”, exercício realizado pela Marinha do Brasil (MB)...

Santiago Rivas (*) Na manhã de hoje, 16 de abril, foi finalmente assinado o contrato de aquisição das 24 aeronaves...

O Estado-Maior do Exército, por meio da portaria 1.294-EME/C Ex, de 03 de abril de 2024, aprovou a diretriz de...

Com o objetivo de desenvolver sistemas de alta tecnologia de propulsão e de  aeronaves não tripuladas, está sendo anunciada a...

Comentários

2 respostas

  1. Boa tarde Paulo,poderia me dizer se esse sistema poderia ser usado para ,localizar minas subáquaticas no fundo do mar.

    1. Não, ele funciona como um manipulador hidráulico subaquático.
      Os ROV específicos para Guerra de Minas são outros equipamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL