Saab adquire a empresa brasileira Atmos Sistemas

3
1378

A Saab adquiriu a empresa brasileira de defesa Atmos Sistemas Ltda.

Os documentos da aquisição foram assinados em seis de abril de 2020 e a conclusão do negócio é esperada para 30 de abril.

A Atmos Sistemas tem operações em São Paulo atuando como fornecedora de equipamentos eletrônicos, radares climáticos e serviços avançados de manutenção e suporte aos mercados civil e de defesa brasileiros.

A empresa foi criada em 2004 e possui 16 funcionários.

“Essa aquisição está alinhada ao objetivo de longo prazo da Saab de crescer no Brasil. A Atmos Sistemas é uma empresa inovadora com habilidade de desenvolver novas capacidades de suporte nos mercados civil e de defesa. Esta foi uma excelente oportunidade para estabelecer a área de negócios de Suporte e Serviços da Saab no Brasil e significa que agora podemos oferecer um escopo mais amplo de produtos e serviços no domínio civil e de defesa no Brasil”, diz Ellen Molin, vice-presidente senior e head da área de negócios de Support and Services.

A Atmos Sistemas também é uma das beneficiárias do Programa Gripen brasileiro, responsável pela manutenção de componentes dos sistemas de sensores do caça Gripen, como radar e equipamentos de guerra eletrônica.

O Radar Raven com o sensor IRST incorporado a seção de nariz do Gripen E (Foto: Roberto Caiafa)

Raven ES-05, o radar do F.39 Gripen E/F

O principal sensor do F.39 Gripen E/F é o radar AESA (Active Electronically Scanned Array) Raven ES-05.

Sua antena de múltiplos emissores, montados de maneira a formar uma superfície plana, permite controlar esses elementos individualmente, dando uma grande variedade de emprego ao sensor.

Um radar AESA pode rapidamente efetuar a varredura de grandes áreas, monitorar um número maior de alvos simultaneamente, além de conferir ao piloto maior flexibilidade operacional. Ele conta também com um mecanismo rotatório do tipo “swashplate”, que visa aumentar a área de cobertura lateral do radar, permitindo cobrir ângulos de até ±100°.

O Infrared search and track IRST Skyward-G, instalado no nariz do caça, fornece uma funcionalidade semelhante a um radar, porém de modo passivo, sem emitir radiação eletromagnética, permitindo ao F.39 atuar com elevada discrição na detecção e acoplamento de mísseis Iris-T (A-Darter).

Outra vista do radar Raven e do sensor IRST (Foto: Roberto Caiafa)

Sensores de Guerra Eletrônica do F.39 Gripen E

O Gripen E possui um completo sistema de Guerra Eletrônica (EW) integrado, que inclui as as capacidades Radar Warning Receivers (RWR), Missile Approach Warning System (MAWS), Laser Warning Systems (LWS), além de equipamentos de medidas e contramedidas de suporte eletrônico.

O MAWS integra o novo sistema de guerra eletrônica Arexis, desenvolvido pela Saab, e o decoy (isca rebocada) Brite Cloud da Selex. O Arexis tem a capacidade de proteção contra os radares de baixa frequência, utilizando de técnicas de interferência baseadas no uso de Digital Radio Frequency Memory (DRFM), como ruído inteligente, falsos alvos e diversas técnicas de saturação.

Visão de Futuro Programa Gripen brasileiro

“Esse é um forte compromisso com a capacidade de suporte do Gripen durante seu ciclo de vida. Reduz os riscos no âmbito do Programa Gripen brasileiro, aumentando a disponibilidade de peças de reposição e diminuindo os prazos de entrega. Isso ajudará a garantir uma solução de manutenção econômica para o Gripen no Brasil, bem como um excelente nível de disponibilidade para o sistema completo de armas”, acrescenta Molin.

O nome legal da empresa mudará de Atmos Sistemas para Saab Sensores e Serviços do Brasil (Saab Sensors and Services Brazil) e permanecerá como uma entidade legal separada, integrada aos serviços e suporte da área de negócios da Saab.

“Do ponto de vista da Atmos, estamos muito felizes em fazer parte da família Saab. Nossas capacidades e equipe altamente qualificada, combinada à sólida e extensa experiência da Saab, permitirão a Atmos expandir e crescer “, diz o atual CEO da Atmos, Fabio Fukuda.

Fukuda permanecerá na empresa como consultor sênior, mas deixará o cargo de CEO. Ele será substituído pelo novo Diretor, Fabricio Saito, atualmente Gerente de Contas Principais no Brasil, dentro da unidade de negócios Gripen Support.

A aquisição está prevista para 30 de abril de 2020. A transação não terá efeito material ou financeiro relevante nos resultados da Saab em 2020.

O que é a Atmos, agora Saab Sensores e Serviços do Brasil?

A Atmos Sistemas, uma empresa 100% brasileira especializada em sistemas eletrônicos, atua no desenvolvimento, fabricação, integração e manutenção de radares meteorológicos em Banda C, S e X, utilizando tecnologia nacional.

Vem atuando também como integradora de soluções na área da Defesa (Marinha e Aeronáutica) e na disponibilização de dados meteorológicos para entidades públicas e privadas.

A Atmos faz parte da Fundação Ezute (nova denominação da antiga Fundação Atech) e foi criada em 1997 para integrar o SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), é uma organização com grande experiência na conceituação, especificação, integração, inovação e gerenciamento de projetos estratégicos brasileiros.

Foi instituída formalmente em maio de 2004 como uma empresa spin-off da Fundação Ezute. A empresa é beneficiária do Convênio ICMS 75/91 e está catalogada no CESAER.

Quem é Fabricio Saito, diretor e CEO da Saab Sensores e Serviços do Brasil?

Fabrício Saito, Saab Sensores e Serviços do Brasil (Saab Sensors and Services Brazil).

O coronel engenheiro Fabricio Saito está na Saab Brasil a dois anos e sete meses. Antes de assumir a Saab Sensores e Serviços do Brasil atuou como Key Account Manager e diretor de logística na Saab Brasil.

Saito também possui profunda experiência (mais de 25 anos) em suporte logístico integrado e manutenção de aeronaves militares, negociação comercial de contratos de aquisição e suporte logístico integrado, estabelecimento de requisitos logísticos durante o desenvolvimento de novas aeronaves (Programas da Força Aérea Brasileira F-X1 e F-X2), coordenação de grandes equipes multidisciplinares no apoio logístico aos programas de desenvolvimento e modernização, gerenciamento de frota de aeronaves: F-5M, Mirage 2000, H-60L Blackhawk, H-34 Super Puma, H-35 EC135, H-36 Caracal, Mi-35M, Hermes 450 e Hermes 900 e domínio da cadeia de suprimentos de aviação.

Fabrício Saito também possui ampla experiência em programas estratégicos como aquisição de aeronaves, modernização e desenvolvimento de Suporte Logístico Integrado. Todas as funções desempenhadas até o momento exigiram habilidades em negociação comercial, planejamento estratégico, gestão de recursos humanos e relacionamento com diversos setores do governo brasileiro, fornecedores brasileiros de defesa e empresas internacionais (França, Israel, Itália, Jordânia, Rússia, Espanha, Suécia e EUA).

3 Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here