Realizado o primeiro lançamento operacional de paraquedistas no KC-390 Millennium

O Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT), o Esquadrão Zeus, localizado em Anápolis (GO), realizou, em 9 de dezembro, o primeiro lançamento de paraquedistas na aeronave KC-390 Millennium.  Após um ano de operação na Força Aérea Brasileira (FAB), o vetor realizou sua primeira missão de Assalto Aeroterrestre, lançando militares da Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt) do Exército Brasileiro .

O treinamento está sendo feito para o exercício operacional Culminating, que será realizado no estado da Louisiana, nos Estados Unidos da América. Estão previstos lançamentos de tropa paraquedista brasileira e americana, utilizando as aeronaves C-17 Globemaster III, C-130J Super Hercules e o KC-390 Millennium.

A operação internacional trata-se de um simulado de guerra convencional, a qual prepara militares e tripulações para operação em missões de infiltração aérea, visando atuação em localidades de conflito.

O treinamento teve início em Anápolis, com o módulo contratual Operational Familiarization (OPFM), ministrado pela Embraer, para capacitação dos primeiros tripulantes instrutores da aeronave KC-390 Millennium em lançamento de paraquedistas pelo método semiautomático ou enganchado.

A Bda Inf Pqdt participou do treinamento realizado em Anápolis com o objetivo de desenvolver a doutrina de lançamento de pessoal nas aeronaves KC-390 Millennium para a tropa terrestre. Militares da Brigada Paraquedista, no Rio de Janeiro (RJ), também participarão do exercício operacional Culminating.

Também como parte do treinamento, o 1º GTT realiza, no período de 14 a 16 de dezembro, lançamentos de pessoal na zona de lançamento da Base Aérea dos Afonsos, no Rio de Janeiro (RJ).

Segundo comandante do Esquadrão, o tenente-coronel aviador Luiz Fernando Rezende Ferraz, esta atividade eleva a capacidade de emprego da aviação de transporte. “Marca o início da vida operacional militar do KC-390, apontando para sua capacidade multimissão, que será explorada em pouco tempo pela Força Aérea Brasileira”, concluiu.

Fonte: 1º GTT
Imagens: Major Daniel Souza / 1º GTT

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Em um surpreendente anuncio ocorrido hoje, dia 11 de junho, a empresa franco-germânica KNDS informou que encerrou as negociações de...

Comentários

3 respostas

  1. O layout do painel de insrumentos do KC390 aparentemente é muito amigável.
    No video aparecem saltando poucos militares, embora no embarque apareçam varias dezenas. Há alguma distribuição? Chegaram a definir se é melhor utlizar as duas portas laterais?

  2. Oi Rommel, morei perto da Base, em Guadalupe, e via muito do meu quintal o C-130 dar muitas voltas e ir leberando os pqdt em grupos de 10, masi ou menos, acredito que tenha sido assim tb com o KC. Como a ZL dos Afonsos tem limites, não saltam todos de uma vez por lá, aguardam a próxima volta. Mas, me corrijam se eu estiver errado,

    1. Olá Marcelo, bom dia! Entendi, provavelmente são os limites os limites da área a razão para saltos espaçadps. Obrigado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL