Radar OTH 0100 vai fornecer dados para a Marinha

A IACIT e a Marinha do Brasil (MB) assinaram, no último dia 12, um contrato para fornecimento de dados do radar além do horizonte OTH 0100, instalado no sítio do Farol do Albardão, no Rio Grande do Sul. O acordo, celebrado na sede da Diretoria-Geral do Material da Marinha (DGMM), no Rio de Janeiro,  representa um avanço tecnológico estratégico para a proteção e defesa da Amazônia Azul.
O contrato foi assinado pelo vice-almirante (EN) Celso Mizutani Koga, diretor de Gestão de Programas da Marinha (DGePM), e pelo presidente da IACIT, Luiz Teixeira. A cerimônia contou com a presença do almirante-de-esquadra Edgar Luiz Siqueira Barbosa, diretor-geral do Material de Marinha (DGMM), do capitão-de-mar e guerra (EN) Josmar Carreiro Freitas, assessor técnico de Compensação Tecnológica e Industrial, e do vice-almirante Paulo José Rodrigues de Carvalho.

Desenvolvido pela IACIT, o radar OTH 0100 é um sistema avançado de vigilância marítima que tem como principal característica a capacidade de monitorar grandes extensões oceânicas, alcançando até 200 milhas náuticas (aproximadamente 370 km) mar adentro.  Além de ameaças à soberania do País, o radar contribui no combate a atividades ilegais como tráfico de pessoas, narcotráfico, contrabando, pesca predatória e extração clandestina de recursos naturais, entre outras atividades ilegais.

Os dados coletados pelo sistema OTH passam por complexas redes de processamento, que, por meio de algoritmos e inteligência artificial, conseguem indicar o comportamento do alvo monitorado, fornecendo uma consistente análise do grau de ameaça aos tomadores de decisão.

Evolução

O acordo firmado marca anos de esforços dedicados ao desenvolvimento de tecnologia de ponta para a vigilância das águas brasileiras. Esse empenho contínuo teve início com a Plataforma HF para radares, em 2012, com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), que subsidiou a metade do desenvolvimento do projeto.

Na ocasião, com sua equipe sempre dedicada à pesquisa e inovação tecnológica, a IACIT vislumbrou uma base sólida para a criação de radares além do horizonte. Assim, dois anos depois, implementou o RADH 0200 para monitoramento meteorológico da superfície marítima.Em 2015, foi iniciada a obra de infraestrutura e a instalação do OTH 010, radar “surface wave” em HF para vigilância marítima, que teve sua validação concluída em março de 2018. Parcerias estratégicas fundamentais, como a colaboração da MB ao disponibilizar o sítio de Albardão e a contribuição tecnológica da Elta Systems, aceleraram de maneira decisiva o sucesso do projeto.Continuando a linha de evolução, a IACIT iniciou em julho de 2023 o desenvolvimento do processador para o Radar Skywave, também com apoio da FiNEP.

Fonte: IACIT 

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL