Programa VBMT-LR 4×4: O LMV-BR afia suas garras

12
2871
Uma Seção de Artilharia Antiaérea do 4º GAAAe, equipada com RBS-70, testa o LMV-BR com SARC REMAX

 

No período de 1 a 15 de julho deste ano,  no 4º Grupo de Artilharia Antiaérea (4º GAAAe), de Sete Lagoas/MG, foram executados os processos de verificação técnica da Comissão de Absorção de Conhecimentos e Transferência de Tecnologia na IVECO (CACTTIV), da Diretoria de Fabricação (DF), no protótipo da Viatura Blindada Multitarefa – Leve sobre Rodas (VBMT-LR) 4×4 LMV-BR, com o  objetivo de preparar o sistema integrado (viatura + armas + rádios), para a Avaliação Técnica e Operacional a ser conduzida pelo Centro de Avaliações do Exército (CAEx).

Foram realizadas verificações relativas a aspectos ergonômicos da integração do SARC REMAX, Torre Manual PLATT e Sistema de Comando e Controle (C2).

 

Verificação da ergonomia do operador da SARC REMAX e do Sistema C2 e a instalação da Torre Manual PLATT

 

A atividade foi conduzida de forma conjunta pelos técnicos da empresa IVECO Veículos de Defesa e militares do Exército Brasileiro.

Militares do 4º GAAAe e da DF e técnicos da IVECO juntos ao LMV-BR com a Torre Manual PLATT

 

Fotos: DF

 

Veja Também

EB homologa a SARC REMAX nas VBMT-LR 4×4 Iveco LMV-BR

EXÉRCITO Assina o contrato do VBMT-LR com a IVECO

Tecnologia & Defesa volta a testar o IVECO LMV em Sete Lagoas

12 Comentários

    • Robson, a torre PLATT é totalmente fechada, porem foi instalada somente a parte de baixo pelas características do veículo.
      A MAN, a torre da ARES, ainda não foi homologada pelo EB, ou seja, é apenas um projeto.

  1. Torço para ver, em um futuro próximo, nossos exploradores com essa digna máquina. Uma dobradinha desses LMV com Platt+missil AC já faria uma baita diferença.
    Como diria o amigo Toncat… e que os anjos digam amém!!

  2. Boa noite, os LMVs nas imagens são os modelos adquiridos durante a intervenção no RJ? ou são os modelos novos. Que fim levou os LMVs adquiridos na intervenção?

    • Esse é o protótipo do LMV-BR, desenvolvido especificamente para atender os requisitos do programa VBMT-LR do EB.
      Ele é diferente dos 16 Lince K2 adquiridos para a GIF.

  3. Bastos, em relação a MB (Me refiro ao CFN), algum veículo já foi pensando ou eles irão continuar indo para GLO, Intervenção Federal, Missões da ONU e os cara*** com Land Rover e Marruá? Lembrando que eles precisaram de 2 versões né? Um blindado 4×4 para sua unidade de Operações Especiais e um outro para os demais, as tropas convencionais…

    • Pelo que já fui informado, o CFN tem intenção de adquirir um veículo blindado 4×4, sendo o mais cotado o HMMWV da AM General, mas não tenho mais detalhes sobre isso.

      • Interessante saber disso! Roberto Bastos, existe a possibilidade de vc realizar uma visita para entrevistar o Tonelero? De todas as unidades de Operações Especiais essa talvez seja a mais fechada de todas… E aproveitar e tocar no assunto de viaturas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here