Produtos controlados têm nova certificadora

O Ministério da Defesa (MD), por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD) e em parceria com entidades representativas da Base Industrial de Defesa (BID), tem promovido iniciativas que buscam a superação de gargalos, o avanço e o fortalecimento de setores estratégico para a BID. Nesta linha de ação, está a recente autorização, pelo Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para que a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa (ABIMDE) possa funcionar também como Organismo Certificador de Produtos controlados (OCP), atividade anteriormente restrita ao Centro de Avaliações do Exército (CAEx).

A ABIMDE, enquanto OCP privado de defesa, vai possibilitar que as empresas ligadas à BID tenham seus produtos certificados com mais rapidez e a custos razoáveis.

A certificação da ABIMDE e de outros OCPs privados, vem coroar as ações iniciadas, em 2019, pelo grupo de trabalho formado por representantes da SEPROD, Comando do Exército e da BID. Juntos, têm buscado alternativas viáveis para dar celeridade às certificações de produtos de defesa. Com a edição da Portaria 189-EME/2020, essa possibilidade se tornou viável.

O resultado pretendido pelo grupo de trabalho começa a ser alcançado. Nesse sentido, a Taurus Armas S.A. teve na última quinta, dia 17, o primeiro produto controlado pelo Exército (PCE) certificado por um organismo de certificação de produto (OCP) privado no Brasil. Fato histórico e de extrema importância para as empresas da BID.

Fonte: SEPROD

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresa do Grupo Embraer participa de debate sobre soluções tecnológicas que estão moldando o futuro dos grandes centros urbanos As...

Hoje, dia 16 de maio, às 18:00hs, será lançado o livro “Segurança Escolar – Prevenção multidisciplinar escolar contra-ataques ativos”, de...

Um drone do Exército Brasileiro (EB) localizou, no fim da tarde dessa terça-feira, dia 14, moradores pedindo ajuda no topo...

A Águas Azuis, Sociedade de Propósito Específico (SPE), estabelecida entre a Thyssenkrupp Marine Systems, Embraer Defesa& Segurança e Atech para...

Comentários

2 respostas

  1. Sem dúvida isso agilizara muito os processos. Contudo, eu gostaria de ler ou ouvir uma opinião contrária, uma vez que teremos uma entidade que representa os interesses da indústria de defesa certificando seus próprios produtos.

  2. Olá Paulo Bastos! Esta certificação de produtos controlados também se estende as licenças e inspeções de armazéns de produtos controlados ou apenas a produtos finais? A premissa seria interessante vide que havendo possibilidade de organismos certificadores autorizados pelo INMETRO/EX, agilizariam também ao gerenciamento de sistema integrados de qualidade, segurança e meio ambiente. Obrigado e forte abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL