Produção do Gripen F é iniciada com corte da primeira peça

O marco do início do processo industrial de um novo avião é o primeiro corte de uma peça em metal. Assim aconteceu com o Gripen F, variante que além de cumprir as missões de defesa aérea, interceptação, ataque, interdição e reconhecimento, tem a tarefa de fazer a conversão de novos pilotos para o Gripen e manter o treinamento em determinadas missões, uma vez que possui dois assentos ao invés de um, como é no Gripen E.

O fato aconteceu nas instalações da Saab em Linköping, Suécia, e será usada na seção de dutos de ar, localizada logo atrás do cockpit da aeronave.

“Esse é um marco importante para o projeto Gripen, pois demonstra que a fase de desenvolvimento está acontecendo adequadamente. Isso sinaliza o início da produção da aeronave de dois lugares, o Gripen F, muito aguardado pela Força Aérea Brasileira”, diz o Coronel Renato Leite, integrante da Força Aérea Brasileira e chefe do Grupo de Acompanhamento e Controle da Saab (GAC-Saab).

O Gripen F é muito semelhante ao Gripen E, compartilhando das mesas funcionalidades e capacidades, como o wide area display, uma tela de grandes dimensões, multifunção, colorida e sensível ao toque (touch screen). O canhão de 27m foi retirado para colocar o segundo tripulante, mas o caça pode ser operado de maneira independente tanto pelo cockpit dianteiro quanto pelo traseiro.

O Programa Gripen F acontece em conjunto entre a Saab e as empresas parceiras brasileiras Embraer, AEL Sistemas, Akaer e Atech. Atualmente, cerca de 400 engenheiros estão trabalhando no desenvolvimento do Gripen F, principalmente no Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (GDDN, do inglês Gripen Design and Development Network), localizado na planta fabril da Embraer em Gavião Peixoto, interior de São Paulo. A fabricação ocorrerá na Suécia e no Brasil.

“Este foi um trabalho de equipe onde tivemos muitas pessoas dedicadas, tanto na Suécia como no Brasil, construindo o caminho para este importante marco da nova versão do Gripen. Estes marcos são momentos especiais devido a sua raridade e faz com que estejamos realizados”, diz Jonas Hjelm, head da Saab Aeronautics.

Dois 36 caças encomendados pelo Brasil, oito serão o Gripen F que estão previstos para serem entregues a partir de 2023. No Brasil, a variante vai cumprir, principalmente, a missão de conversão operacional dos pilotos para o Gripen E.

Internacionalmente, a Saab está oferencendo o Gripen F nas concorrências internacionais em que participa na Finlândia e na Colômbia.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Em um surpreendente anuncio ocorrido hoje, dia 11 de junho, a empresa franco-germânica KNDS informou que encerrou as negociações de...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL