POR QUE A USAF ESTÁ DESISTINDO DO SUPER TUCANO E DO AT-6 PARA ATAQUE LEVE ?

1
356

1 Comentário

  1. Concordo em parte com as colocações do comandante!
    A utilização de aeronaves de ataque leve é vislumbrada pela USAF como útil em um TO de baixa intensidade e de controle aéreo garantido em pelo menos 85/90% do tempo.
    Ações anti-insurgentes, anti-terroristas e de conflito assimétrico que necessitem de apoio aéreo ligeiro e preciso, estão a cada dia mais sendo supridas pelos VANTs/DRONES e GUNSHIPS (helicópteros armados e plataformas aéreas de vigilância e ataque como o AC-130 Spectre), isto quando podem utilizar “campos amigos” nas imediações do local da ação.
    Mas aeronaves ligeiras de ataque serão sempre utilizadas quando a utilização de outros meios coloquem em risco segredos tecnológicos e/ou políticos.
    O barateamento de componentes eletrônicos e de Inteligência artificial (A.I), estão mudando o quadro do campo de batalha em todos os níveis.
    Exemplo: A recente neutralização do comandante militar iraniano no Iraque com o uso de VANT e mísseis anti-carro!
    O alvo justificava o emprego destes meios!
    Alvos menos importantes e a projeção ostensiva de força são melhor atendidos “mostrando” as cores das asas!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here