Pilotos da FAB iniciam curso operacional no Gripen

5
1808

Em 18 de janeiro, quatro pilotos do Primeiro Grupo de Defesa Aérea (1º GDA), o “Esquadrão Jaguar”, iniciaram a formação operacional da aeronave Gripen no F7 Wing, unidade responsável pela formação dos pilotos de JAS-39 Gripen C/D da Força Aérea Sueca, na localidade de Såtenäs.

Ao longo de 2021, um total de dez pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB) realizarão a formação operacional, o Convertion Training (Treinamento de Conversão) e o Combat Readiness Training (Treinamento de Prontidão para Combate), nas aeronaves JAS-39 C/D da Força Aérea Sueca. Após a capacitação, retornarão para o 1° GDA, situado na Ala 2, em Anápolis (GO), para dar continuidade à implantação operacional do F-39 Gripen, que tem data de recebimento prevista para outubro desse ano.

O comandante do 1° GDA, tenente-coronel aviador Leandro Vinicius Coelho, destaca que o início da formação operacional de pilotos de F-39 Gripen é um marco importante e decisivo no processo de implantação dessa aeronave na FAB: “Esses pilotos de caça foram previamente selecionados e preparados para este momento. Estão prontos para iniciarem o curso e, certamente, irão representar bem o nosso País e a Força Aérea Brasileira nesta nobre missão.

Futuro piloto do F-39E Gripen e integrante da primeira turma da capacitação, o major aviador Vítor Cabral Bombonato, sintetizou o momento: “O início do curso significa mais um passo importante no processo de implantação. A aeronave está cada vez mais próxima da atividade-fim da Força: o emprego operacional. Para nós, esse momento é motivo de muito orgulho.

O comandante da Ala 2, coronel aviador Gustavo Pestana Garcez, complementou: “Esse momento é de suma importância não apenas para nossos quatro oficiais aviadores, mas para toda uma equipe que trabalhou e ainda trabalha na capacitação de nossos profissionais e na implementação da infraestrutura necessária para o recebimento dos novos aviões F-39E Gripen”.

Texto: capitão Bellini / 1º GDA
Fotos: major Bombonato / 1º GDA

5 Comentários

  1. Aí está a nata, quanto investimento pessoal e do nosso país na formação desses profissionais.
    Irão nos representar muito bem.

  2. Contando com o Gripen atualmente na Embraer, serão cinco aeronaves entregues até o fim de 2021. Em 2022 serão mais sete aeronaves. Para 2023 são previstas seis. Em 2024 e no ano seguinte serão entregues oito e nove aeronaves, respectivamente. As duas últimas são previstas para 2026.

  3. Um grupo de elite na aeronáutica brasileira com a última tecnologia em nossa aeronáutica em aviação de caça. Parabéns a Aeronáutica e seus homens que guardam a imensidão do espaço nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here