Operação Três Luas – A Aviação do Exército operando à noite

O Comando de Aviação do Exército (CAvEx), realizou, entre os dias 2 e 13 de maio, a Operação Três Luas, um exercício simulado cujo objetivo foi realizar o treinamento do Comando e a certificação do 1º Batalhão de Aviação do Exército (1º BAvEx) no módulo especializado da Força de Prontidão da Força Terrestre.

A operação contou com todas as organizações militares de aviação do Exército, inclusive as externas ao CAvEx: os 3º e 4º Batalhões de Aviação do Exército, de Campo Grande (MT) e Manaus (AM) respectivamente, e ocorreu em duas fases: a simulação construtiva e, a partir do dia 9, a simulação virtual.

Durante a operação, as técnicas e os treinamentos avançados em relação aos voos com óculos de visão noturna foram aprimorados e reforçados.

Na primeira fase, as unidades receberam as ordens de operações, fizeram o planejamento e emitiram suas ordens. Feito isso, deu-se início ao jogo de guerra por meio da execução das ordens fragmentadas.

Na segunda fase, as tripulações dos batalhões de aviação executaram as missões táticas nos simuladores de voo da Divisão de Simulação de Voo do Centro de Instrução de Aviação do Exército (CIAvEx).

Fonte e fotos: Comando de Aviação do Exército

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Em um surpreendente anuncio ocorrido hoje, dia 11 de junho, a empresa franco-germânica KNDS informou que encerrou as negociações de...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL