Operação Saci 2021 – A Brigada Pára-quedista em ação

2
1371

Entre os dias 9 e 15 de outubro, ocorreu a edição 2021 da Operação Saci, empregando a Força de Emprego Estratégico do Exército Brasileiro (EB) e tendo como teatro de operações as cidades de Arraial do Cabo , Búzios, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia, no Estado do Rio de Janeiro.

O Exercício de Adestramento Avançado representa o ápice do adestramento anual da Brigada de Infantaria Pára-quedista (Bda Inf Pqdt), e contou com o apoio da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira, com a participação de aproximadamente dois mil militares e o emprego de aeronaves KC-390 Millennium, C-130M Hercules, do C-105 Amazonas e C-95CM Bandeirante.

O aprestamento da tropa teve início com a concentração de meios na Base Aérea do Campo dos Afonsos, a partir da qual foram lançadas equipes de precursores paraquedistas, infiltradas por meio de salto livre operacional de grande altitude, dentre as principais atividades, destaca-se a realização de pouso de assalto para conquista de aeródromo e o lançamento de uma força tarefa (FT Biguá) em massa d’água na lagoa de Araruama. Por fim, a Bda Inf Pqdt, realizou a junção com a 1ª Divisão de Exército, que conduziu a substituição em posição.

Artilharia de campanha

O apoio de fogo à brigada foi fornecido pelo 8º Grupo de Artilharia de Campanha Pára-quedista (8º GAC Pqdt), permitindo a conquista dos objetivos impostos pela Força-Tarefa Componente, materializados por intermédio das estruturas estratégicas presentes na área de operações distribuída à brigada.

Com informações e imagens da Comunicação Social da Bda Inf Pqd e do 8º GAC Pqdt

2 Comentários

  1. Em relação às forças terrestres, o Brasil infelizmente está com poucos recursos para investir pesado nas nossas forças armadas, o único jeito é manter modernizados os tanques blindados Leopard 1a5, e o blindado Cascavel 6×6, para que ambos permaneçam em operação, pelo menos até 2050.

    Ao todo o EB possui 400 blindados Cascavel 6×6, e 216 tanques blindados Leopard 1a5. É interessante mantê-los modernizados para perdurarem em operação por um bom período até 2050.

    A realidade é triste, mas infelizmente não temos condições de efetuar a compra de novos blindados, mas pelo menos temos recursos para manter os blindados modernizados os que já temos.

Deixe um comentário para Alexandre Cancelar Resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here