Operação Guararapes – ASTROS entram em ação no Nordeste

2
1941

Na manhã de ontem, dia 26 de outubro, dentro da Operação Guararapes, foram realizados disparos de foguetes do Sistema ASTROS no Campo Instrução Marechal Newton Cavalcanti (CIMNC), o terceiro maior Campo de Instrução do país, localizado Araçoiaba, na Região Metropolitana do Recife (PE).

Foram disparados foguetes SS-09 TS, de 70mm, dos ASTROS 2020 MK6 pertencentes ao 16º Grupo de Mísseis e Foguetes (16º GMF), o “Grupo Visconde de São Leopoldo”, de Formosa (GO). Essas viaturas saíram de seu aquartelamento na manhã do dia 19 de outubro, em uma viagem rodoviária de mais de 2.000 km, apoiada pelo Centro de Logística de Mísseis e Foguetes (C Log Msl Fgt), demonstrando a capacidade de operar esse importante sistema dissuasivo em qualquer ponto do território nacional.

“Essa é uma operação de grande porte, que acontece nos oito estados do Nordeste em que o exército atua. É uma transformação no conceito de operacionalização. Os companheiros do grupo de Mísseis e Foguetes se deslocaram de Brasília até aqui para ver o esforço. Isso é uma demonstração clara do que é um deslocamento de caráter estratégico”, afirmou o Comandante Militar do Nordeste, General de Exército Richard Fernandez Nunes.

A Operação Guararapes tem como objetivo manter a operacionalidade das tropas do Comando Militar do Nordeste (CMNE) para a garantia da soberania nacional e integridade territorial, mantendo suas capacidades de desencadear ações de defesa externa, operações interagências e ajuda humanitária. Está ocorrendo entre os dia 25 de outubro e 5 de novembro nos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Participaram da cerimônia alusiva aos disparos o general de exército Marco Antônio Freire Gomes, comandante de Operações Terrestres, general de exército Richard Fernandez Nunes, comandante Militar do Nordeste, general de divisão Vinicius Ferreira Martinelli, comandante da 7ª Divisão de Exército, general de divisão Francisco Carlos Machado Silva, comandante da 7ª Região Militar, general de divisão Gustavo Henrique Dutra de Menezes, chefe do Preparo da Força Terrestre, general de brigada Danilo Mota Alencar, chefe do Estado-Maior do CMNE, general de brigada Marcelo Pereira Lima de Carvalho, comandante do 1º Grupamento de Engenharia, brigadeiro do ar César Faria Guimarães, comandante do Comando Aéreo Nordeste, desembargador Fernando Cerqueira Norberto dos Santos, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco, do Deputado Federal Francisco Eurico da Silva entre outras autoridades civis e militares e representações de Instituições de Pernambuco e Paraíba.

Com informações do Comando Militar do Nordeste
Fotos: Sd Lucas Almeida

2 Comentários

  1. A AVIBRAS deve desenvolver um sistema de defesa antiaérea de médio e longo alcance para o Brasil. Ela é capaz, já mostrou que é capaz e tem tecnologia pra isso. Ou então desenvolver mísseis antiaéreos terra-ar, para serem disparados pelos Astros2020.

  2. Boa Tarde :
    Alguma novidade do míssil matador da Avibrás? Quando leio Astros 2, o que vem em seguida é algum questionamento sobre esse programa estratégico.
    Quanto a matéria, parabéns ao nosso exército em organizar um exercício dessa complexidade.
    abraço a todos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here