Operação Arandu – A diplomacia militar entre Brasil e Argentina

Entre os dias 14 e 20 de novembro de 2020, será realizada a Operação Arandu, um exercício combinado entre os Exércitos do Brasil e da Argentina, coordenada pelo Comando Militar do Sul (CMS) e que ocorrerá no Campo de Instrução Barão de São Borja (CIBSB), Saicã, em Rosário do Sul (RS). Os dois exércitos irão executar o que vem sendo planejado desde de 2017, com as operações Hermandad (2017), Yaguareté (2019) e Saci/Duende (2019).

O objetivo desse exercício é a integração dos militares do Brasil e Argentina, criando um ambiente favorável a troca de experiências de ambos os exércitos, com a realização de treinamento militar, com o emprego de viaturas blindadas, operações aeromóveis e aeroterrestres e de forças especiais, em um quadro tático de combate convencional. Entre as atividades destacam-se a mobilidade da tropa, incluindo a transposição de cursos d’agua, e o apoio de fogo com o emprego do sistema de artilharia Astros II.

De acordo com a nota oficial do CMS: “Resultante de um compromisso internacional entre o Brasil e a Argentina, a Operação Arandu fortalece a diplomacia militar entre os dois países, consolidando os laços de união e amizade. Além disso, entre os objetivos, estão a troca de informações doutrinárias, estabelecendo padrões comuns de trabalho combinado, consolidações de lições aprendidas, entendimento mútuo das táticas, técnicas e procedimentos a serem empregados pelas organizações militares das duas nações participantes”.

Essa operação também servirá como vitrine para a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6×6 Guarani, cujo Exército Argentino já demonstrou interesse em adquirir.

E a logística já começou

Na semana passada, o 10° Batalhão Logístico (10º B Log), de Alegrete (RS), iniciou a missão de transporte das VBTP Guarani e EE-11 Urutu, pertencentes ao 5º e 8º Regimentos de Cavalaria Mecanizados (RC Mec), de Uruguaiana e Quaraí, respectivamente, ambos no estado do Rio Grande do Sul, para o CIBSB.

Ontem, dia 08 de novembro, partiu o comboio do 16º Grupo de Mísseis e Foguetes (16º GMF), também com destino ao CIBSB, com uma bateria composta por seis viaturas Astros, sendo duas lançadoras (AV-LMU), uma de controle de tiro (AV-UCF), uma posto de comando (AV-PCC), uma meteorológica (AV-MET) e uma renunciadora (AV-RMD), que percorrerão mais de 2,3 mil km até o local do exercício.

Com informações e imagens da Comunicação Social do Comando Militar do Sul

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Um misto de alívio e expectativa. Foi assim que o Sindicato Nacional de Materiais de Defesa (SIMDE) recebeu a notícia...

A Elbit Systems anunciou ontem o contrato avaliado em US$ 600 milhões para o fornecimento de sistemas para a Hanwha...

Decisão evitará prejuízos a empresas do setor que corriam risco de perder contratos e contribuirá para a sustentabilidade e a...

O cabo Raony Osório, da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina (PMSC), que desde maio de 2022 está como...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL