O Exército Argentino incorpora grande quantidade de material

5
3607

Por Santiago Rivas (*)

No dia 2 de dezembro, com a presença do Ministro da Defesa, Agustín Rossi, foi realizada a incorporação e exposição do material incorporado na Dirección de Arsenales (Dir Ars) do Exército Argentino, na cidade de Boulogne Sur Mer, província de Buenos Aires, durante o ano de 2020. Estavam junto as novas aquisições do Exército e o retorno de material recuperado.

Entre os novos veículos recebidos durante 2020 estavam os 22 caminhões trator Freightliner M916A3, mais um lote de 19 caminhões 6×6 Oshkosh M1083A2P2, incluindo 7 reboques, os primeiros 10 caminhões Ford Ranger 4×4 militarizados pela empresa Igarreta e um total de 23 ambulâncias Toyota Hilux 4×4.

Para a Força de Desdobramento Rápido, foram incorporados um total de 16 veículos leves de exploração Polaris, ambos em versões de dois e quatro lugares.

Embora não seja uma novidade, um dos veículos que mais chamou a atenção foi um jipe ​​Mercedes-Benz 230G modificado na própria Dir Ars com grade de proteção no para-brisa, estrutura tubular para maior proteção e suporte para metralhadora MAG com possibilidade para girar em 360º. Este protótipo será avaliado à força para analisar a conveniência de modificar outros da mesma maneira. Nesse sentido, foi confirmado que o plano de substituição do motor original a gasolina dos veículos por um diesel continua.

Os dois Mercedes-Benz 230G apresentados, onde é possível ver o protótipo modificado com proteção extra e montagem de metralhadora (Foto: Santiago Rivas)

Entre os veículos recuperados também estavam 10 Mercedes-Benz Unimog, 8 M113 e 2 TAM VCA, além de outro jipe ​​Mercedes-Benz 230G. Diferentes armas também foram destacadas para as unidades da Força de Implantação Rápida, incluindo 24 rifles semiautomáticos para atiradores especiais 7,62×51 mm Daniel Defense DD5V4, 196 rifles automáticos 5,56×45 mm Daniel Defense DDM4, 81 submetralhadoras B&T APC 9 Pro G, 47 modelo APC 9K Pro G e 54 modelo APC 9 SD Pro G com silenciadores, além de 74 pistolas Glock G19X e 91 Glock G17 Gen5, incluindo também silenciadores para algumas delas.

Quanto à aviação do Exército, foram exibidos os dois últimos Agusta/Bell AB-206 Jet Ranger colocados em serviço e modernizados pela Fabrica Argentina de Aviones (FAdeA) e o 17º UH-1H elevado ao padrão Huey 2 pelo Comando de Aviación de Ejército (CAE). Além disso, foram exibidos o módulo de biossegurança doado pela empresa Geotex e macas para transferência de pacientes com Covid doadas pela FixView e HRG Consulting.

No segmento de equipamentos de comunicação destacaram-se 10 equipamentos portáteis HF / VHF Harris RF-7800 PM-001, 86 equipamentos portáteis Elbit PRC 930, 68 equipamentos veiculares Elbit VRC 950 VHF e 156 equipamentos de rádio mochila Elbit PNR1000.

Destaque também para o terminal rebocável de comunicações por satélite e a unidade móvel de energia solar desenvolvida localmente pela empresa Exo, que possui 12 m² de painéis solares, autonomia de 8 horas de bateria para um consumo de 1 Kw e 3 KVA de potência.

Unidade Móvel de Energia Solar desenvolvida pela empresa Exo (Foto: Santiago Rivas)

 

Lista materiais entregues

Veículos novos ou recém adquiridos

  • 10 Ford Ranger 4×4, militarizados pela Igarreta;
  • 23 Ambulâncias de baixa complexidade Toyota Hilux 4×4;
  • 4 caminhões trator Volkswagen Constellation 19.420 V-Tronic 4×2;
  • 8 caminhões Volkswagen Constellation 32.360 V-Tronic 6×4;
  • 19 caminhões Oshkosh M-1083A2P2 6×6;
  • 7 reboques de caminhão Oshkosh;
  • 53 reboques de eixo único para veículos HMMWWV (Hummer);
  • 22 Caminhões-trator Freightliner M916A3 6×6;
  • 16 Veículos leves Polaris 4×4, de 2 e 4 lugares.

Veículos modernizados ou recuperados

  • 10 Mercedes-Benz Unimog;
  • 2 Mercedes-Benz 230G, um deles modificado;
  • 8 blindados M113;
  • 2 veículos de combate de artilharia TAM VCA.
Blindados M113 modernizados (Foto: Santiago Rivas)

Aeronaves e equipamentos

  • 1 helicóptero Bell Huey 2;
  • 2 helicópteros Agusta/Bell AB-206;
  • 1 módulo de biossegurança Geotex e duas macas para transferência de pacientes com COVID.
Helicóptero Huey 2 com módulo de biossegurança Geotex e macas desenvolvidas pela HRC Consulting e FixView (Foto: Santiago Rivas)

Armamento

  • 81 Submetralhadoras B&T APC 9 Pro G;
  • 47 Submetralhadoras B&T APC 9K Pro G;
  • 54 Submetralhadoras B&T APC 9 SD Pro G;
  • 74 pistolas Glock G19X;
  • 91 pistolas Glock G17 Gen5;
  • 24 rifles semiautomáticos para atirador especial 7,62×51 mm Daniel Defense DDSV4;
  • 196 rifles automáticos 5,56×45 mm Daniel Defense DDM4;
  • 4 Subcalibres para lança-rojão Carl Gustav;
  • 60 metralhadoras MAG CX modificadas para infantaria;
  • 11 metralhadoras Browning de 12,7 mm recuperadas.

Vários equipamentos

  • 53 AN / PVS-7 B / D óculos de visão noturna;
  • 36 Drones DJI Mavic 2;
  • 236 Óculos Monoculares Vortex Optics Solo R / T 8×36;
  • 1 Sistema de Aquisição de Dados de Artilharia;
  • 70 botas de esqui All Track 110;
  • 675 Coletes à prova de balas.
Drone DJI Mavic 2 (Foto: Santiago Rivas)

Para engenheiros

  • 1 mini-trator Skid Steer Lonking.

Para o Departamento de Comunicação e Informática

  • 1 Unidade Móvel Exo Solar Power;
  • 1 Terminal rebocável de comunicações via satélite;
  • 32 redes de mascaramento;
  • 391 baterias para rádios Motorola DGP-4150/6150;
  • 156 rádios Elbit PNR1000;
  • 10 rádios Harris RF-7800 PM-001 HF / VHF;
  • 68 rádios Elbit VRC 950;
  • 86 rádios Elbit PRC 930.
Radio Elbit PRC 930 (Foto: Santiago Rivas)

Matéria publicada originalmente em Pucará Defensa

(*) Santiago Rivas é jornalista e fotógrafo argentino especializado em defesa, editor da revista Pucará Defensa e colaborador de Tecnologia & Defesa na Argentina

5 Comentários

  1. Finalmente a Argentina começa a se mover em direção a um EJÉRCITO menos incapaz do que tem agora. O que me chamou a atenção foi que apenas 2 TAM VCA foram modernizados e incorporados. Gostaria de saber se esses veículos foram apenas colocados de volta a ativa ou se foram modernizados ? Se foram, quais as modernizações neles feitas ?

    • Houve modernização de alguns sistemas mas nada muito significativo. Outros ja tinham sido antes. Olha no canal do pazerargentino no youtube que tem informação completa. Inclusive dos problemas com o uso de munição chinesa

      • Obrigado Colombelli. Não confio em panzerargentino, ja vi vídeos sobre munição, blindados e helis chinos na Argenchina.

    • Acredito que para eles essas aquisições de ”grande quantidade” seja um grande avanço tendo em vista os anos se passando e a Argentina ficando pra trás no que tange o militarismo. Para mim, essas aquisiões é tipo: ”Ah, beleza. É isso. Nada de especial. Show de bola.Parabéns Argentina”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here