Novos VBM PLUS para o Exército Italiano

O Consórcio Iveco – Oto Melara (CIO) anunciou um novo contrato para fornecer uma versão melhorada do veículo blindado médio (“veicolo blindato medio” – VBM) 8X8 para o Exército Italiano (EI), o chamada VBM “PLUS”, sendo 14 da versão porta-morteiros e 26 da versão posto de comando (sendo 13 PC táticas e 13 para unidades operacionais), juntamente com seis viaturas de recuperação e resgate 10X10.

Assinatura ocorreu no dia 30 de dezembro de 2021, na Secretaria Geral de Defesa / Direção Nacional de Armamentos  (SEGREDIFESA/DNA), dentro do fornecimento de VBM já em curso (“Fase 2”) para a 2ª Brigada Média do EI, incluindo uma atualização das unidades já recebidas para a versão “PLUS” , bem como suporte logístico integrado de longo prazo para todas as plataformas comprado.

O VBM “PLUS” introduz diversos melhoramentos, como a a tecnologia common rail para o motor, que eleva sua potência de 550 para 660 HP (e já estando habilitado para um futuro sistema de tração híbrido elétrico), e modificação em sua transmissão, permitindo um potencial de crescimento em até 15%.

No que diz respeito à torre, Leonardo atualizou o sistema de controle de tiro, introduzindo componentes eletrônicos de última geração, capazes de fazer interface com os novos sistemas de detecção e mira digital “Janus D” e “Lothar D”. O contrato inclui ainda o fornecimento de um novo intercomunicador digital sistema e um sistema CIS totalmente atualizado com rádio SDR VQ1 de quatro canais, bem como o novo sistema de comando e controle C2D / N Evo, ambos desenvolvido por Leonardo.

Também será equipado com tecnologia Galileo PRS, desenvolvida na Itália como parte da sistema de navegação por satélite seguro da União Europeia. Em termos específicos, isso significa que o VBM será equipado com um receptor de satélite recém desenvolvido, o primeiro de seu tipo capaz de receber serviços seguros de navegação por satélite dos Estados Unidos (GPS) e o sistema europeu ao mesmo tempo

Interior da versão PC Tática (Foto: CIO)

O s novos veículos se distinguem por uma maior mobilidade, letalidade e C4I integrado, permitindo ao EI enfrentar os desafios da próxima anos com um veículo verdadeiramente de última geração, integrado à rede arquitetura do campo de batalha digital.

Em conclusão, as plataformas das viaturas de recuperação e resgate da Iveco Defense Vehicles (IDV) possuem tração nos cinco eixos, com três eixos de direção, motor FPT Cursor 16, de 680 HP, e uma cabine de novo design que oferece a os mais altos padrões de proteção à tripulação. Estes veículos podem levantar e mover cargas de até 25 toneladas de uma plataforma estável e recuperar veículos avariados, danificado ou tombados com peso total de até 32 toneladas.

Fonte: Consórcio Iveco – Oto Melara (CIO)

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

Uma resposta

  1. e ate agora , como ja repeti em inúmeros post, nada de Guarani “comando e controle” ou de “inteligência de dados” ( estes ja poderian vir com drones estilo Nauru 500c pronto para rápido lançamento em um compartimento no teto) , estamos perdendo tempo e possíveis clientes no mercado internacional para tais soluções

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL