Novo OPMET entra em operação

0
593
Equipes do CIMAER, SDOP e Atech na virada do sistema legado para o novo OPMET

A Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), da Força Aérea Brasileira (FAB), recebeu o novo sistema OPMET que será utilizado pelos previsores do Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica (CIMAER) e observadores de todo o Brasil, com garantia de qualidade das mensagens meteorológicas em tempo real.

Com a sua implantação, o Brasil tornou-se o primeiro país da região Caribe e América do Sul (CAR/SAM) a aderir ao novo modelo de mensagens IWXXM 3.0, definido como padrão mundial pela Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO) desde novembro de 2020.

O OPMET tem como principal função a recepção, a seleção, o armazenamento e o envio automático de informações meteorológicas para os destinatários predeterminados, visando garantir planos de voo mais seguros. O sistema anterior ainda está em funcionamento de forma paralela, no entanto, já é possível perceber grandes benefícios gerados pelo formato IWXXM, como redução do tamanho dos arquivos trafegados na rede e maior facilidade de compreensão por parte dos usuários.

A evolução propiciada pelo novo OPMET vem associada ao uso da Internet, que permite o recebimento e o envio das mensagens meteorológicas. Cabe destacar que mesmo assim, o sistema ainda mantém o trâmite regular de mensagens por meio do AMHS (tratamento de mensagens ATS), possibilitando o acesso aos informes por mais de um canal.

O novo OPMET foi desenvolvido pela Atech em parceria com a CISCEA e permite o compartilhamento de informações meteorológicas com simplicidade e segurança, em formato digital, XML, de acordo com o novo modelo SWIM (“System Wide Information Management”), atendendo aos protocolos IWXXM da ICAO.

“A modernização do OPMET integra a série de ações da CISCEA que visam, com soluções de alta tecnologia, aumentar a segurança e reduzir os custos operacionais do tráfego aéreo”, disse o chefe da Divisão Operacional da CISCEA, major-aviador Marcio Rodrigues Ribeiro Gladulich.

“A qualidade e a disponibilidade das informações meteorológicas impactam diretamente a segurança dos deslocamentos e a definição das rotas aéreas. O sistema desenvolvido pela Atech, empresa do Grupo Embraer, em parceria com a CISCEA, é de alta tecnologia e é um aliado fundamental nos processos de tomada de decisão em aeroportos, aeronaves em voo e outros agentes do transporte aéreo”, afirmou Marcos Resende, diretor de negócios ATM da Atech.

O sistema apresenta arquitetura baseada em uma plataforma integrada, que inclui uma infraestrutura de hardware de alta disponibilidade e uma aplicação de software dedicada, dando aos provedores de serviços de navegação aérea (ANSP) informações meteorológicas de qualidade e altamente disponíveis.

O presidente da CISCEA, major-brigadeiro-do-ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Junior, explica que “o fato de o Brasil ser pioneiro na implantação do IWXXM na região CAR/SAM constata que estamos caminhando junto aos países de maior destaque quanto a sistemas de informações operacionais de meteorologia, ratificando a visão do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) em ser reconhecido como referência global em segurança, fluidez e eficiência no gerenciamento e controle integrado do espaço aéreo”.

Fonte: CISCEA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here