Nexter modernizará mais 50 carros de combate Leclerc

Em 29 de dezembro, o grupo francês Nexter foi notificado sobre a renovação de um novo lote de 50 carros de combate (“main battle tank” – MBT) Leclerc para o padrão XLR, com a parcela inicial registrada em junho de 2021. O programa já está a meio caminho de sua meta em termos de pedidos, sendo que, das 250 unidades de produção, esperados até 2029, 18 serão entregues ao Exército Francês este ano e os 100 restantes serão encomendados a partir de 2023.

O primeiro protótipo, entregue em 21 de dezembro à Direção Geral de Armamento (“Direction générale de l’armement” – DGA), mantém-se no momento à disposição da Nexter para continuar os testes de qualificação em cooperação com a Seção Técnica do Exército (STAT).

A produção da série deve começar em março/abril, na planta da Nexter em Roanne, com uma previsão de entrega de duas unidades por mês.

O serviço de modernização, confiada à Nexter em 2014, abrange quatro vertentes distintas:

  • Incluir o Leclerc no Programa SCORPION, através do sistema de informação de combate e do rádio Contact;
  • Instalação de um sistema de armas remotamente controlada (SARC) T2B quipada com uma metralhadora FN Herstal 7,62×51 mm e idêntica a instalada no novo carro de combate EMBT;
  • Proteção aprimorada contra minas, artefatos explosivos improvisados (“improvised explosive device” – IED) e armas anticarro, como granadas autopropelidas (“rocket-propelled grenade – RPG) e mísseis (“anti-tank guided missile” – ATGM); e
  • Um novo controle de tiro que lhe dá a capacidade de disparar munição programável, estando apto a utilizar a futura munição multimodo M3M, da Nexter Arrowtech.

Esta operação é uma das duas partes do programa de renovação de meia-vida do Leclerc, agora apoiado em vez de integrado ao Programa SCORPION. A outra diz respeito à sua sustentabilidade ao lidar com grandes obsolescências, em particular as relativas ao motor V8X, bem como ao sistemas optrônicos, que evoluirá para uma nova versão. Outras melhorias estão previstas no âmbito da futura lei de programação militar, incluindo a melhoria da capacidade consciência situacional do comandante, com a inclusão de novos sensores e visores, e a adição de proteção ativa.

Leclerc

O Leclerc é um MBT da classe de 60 toneladas e de 3ª geração que foi fabricado pela Nexter, em Roanne, até julho de 2008. Entrou em serviço no Exército Francês em 1993 e participou de operações no exterior no Líbano, Estônia e, muito recentemente, na Romênia.

Sua tripulação é composta por três operadores (comandante, artilheiro e o motorista), estando armado com um canhão de alma lisa, de 120 mm e 52 calibres,  uma metralhadora coaxial de 12,7×99 mm.

A Nexter vem mantendo-o em condições operacionais no Exército Francês através de unidades especializadas desde a implementação de um contrato de suporte logístico vertical em 2010.

Com informações da Nexter

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Durante a Eurosatory 2024, que esta ocorrendo no Centro de exposições Paris-Nord Villepinte, localizado nos arredores de Paris, a empresa...

Variante com uma nova torre é  apresentada na feira de Paris A BAE Systems está apresentando o CV90MkIV com uma...

Na quarta-feira (12), o mercado de defesa se agitou com a notícia divulgada pelo portal britânico Janes de que o...

A AVIBRAS Indústria Aeroespacial S/A, que em tempos passados foi considerada uma das maiores empresas  de defesa do mundo, mas...

Comentários

5 respostas

  1. Esses dias vi um vídeo mostrando um Challenger 2 e um Abrams atingidos por em torno de 20 rpgs e que sobreviveram.
    Incrível

    1. 20 rpgs eu acho que é fake em, já é demais isso aí. Nem um navio de guerra aguenta 20 tiros de RPG assim, até porque os leopard turcos eram eliminados com apenas 1 ou 2 mísseis anti carro bem disparados na Síria

  2. quero muito ver esses carros em combate na Ucrânia contra blindados russos, finalmente vamos saber quem de fato tem os melhores veículos, muito embora suspeito que pela pouquíssima quantidade de veículos enviados e do pouco tempo de treinamento/péssima moral do exército ucraniano atualmente, os resultados são mais do que previsíveis…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL