Nexter anuncia o programa CAESAR 6X6 Mark II

12
1691

O Grupo francês Nexter anunciou um contrato para o desenvolvimento do sistema de artilharia CAESAR 6X6 Mark II de nova geração (NG), assinado com a Direção Geral de Armamento (“Direction générale de l’armement” – DGA) da França, a principal contratante do programa.

O contrato prevê uma fase inicial de desenvolvimento e qualificação de quatro anos, após os quais o CAESAR 6X6 Mark II entrará em produção. Em 2024, a DGA terá duas opções: ou lançar a produção de 109 novos CAESAR 6X6 Mark II, ou lançar a produção de apenas 33 novos, complementados pelo retrofit dos 76 sistemas em serviço hoje. Assim, 109 CAESAR 6X6 Mark II serão entregues aos regimentos de artilharia do exército francês até 2031.

O contrato também inclui um serviço inicial de suporte a preço fixo para os futuros sistemas de artilharia por um período de dois anos. A nova geração CAESAR 6×6 mantém a configuração atual do sistema de artilharia, que se comprovou nas operações (mais de 100.000 disparados operacionais desde 2009) e tem sido um sucesso na exportação. As principais melhorias dizem respeito à proteção e mobilidade da tripulação e, para isso, a Nexter está acrescentando uma mina de nível II e uma cabine blindada balística, resistente a artefatos explosivos improvisados ​​e munições de pequeno calibre. Além disso, a mobilidade do veículo foi totalmente redesenhada pela Arquus.

O CAESAR 6X6 Mark II está equipado com um novo motor de 460 HP (contra 215 HP do anterior), uma nova caixa automática e um novo chassi. Finalmente, o CAESAR 6X6 Mark II carrega a versão mais recente do software de controle de fogo, a cabine está preparada para acomodar o novo rádio CONTACT, e o jammer Thales BARAGE também poderá ser instalado.

O CAESAR 6X6 Mark II será oferecido aos clientes de exportação.

 

Nota do Editor: o CAESAR é um dos sistemas cotado para o Projeto VBCOAP 155 mm SR do Exército Brasileiro.

 

Fonte: Nexter Group

12 Comentários

  1. Boa tarde.
    Paulo, estranhei muito a informação de potência dos motores.De 215 Hps para 460 Hps, falamos de 130 % de aumento de potência. Ou o texto tem algo errado, ou os Franceses estavam com um motor completamente sub dimensionado

  2. Time perfeito, pois mesmo que víssemos a confirmar como ganhador so iriamos receber a partir de 3 ou 4 anos( pois ate grana sair) se for comprar algo que vai demorar chegar compre logo o que vai ser o melhor do mercado no momento que lançar. Mais segurança para tripulação nunca é de mais tambem

  3. Procurei, até em matérias aqui do T&D e não encontrei nada sobre a potencia HP dos veículos/versões do Atmos 6×6 .

    • O problema é que o Sistema ATMOS da Elbit é multiplataforma, ou seja, o sistema de armas seria instalado em uma plataforma definida pelo cliente.
      Se olhar seus operadores atuais, verá que cada um está sobre um caminhão diferente e, no caso do Brasil, uma das opções poderia ser o mesmo do sistema ASTROS 2020.
      A Nexter também oferece essa solução.

      • Com todo respeito, mas no caso do Atmos, não vejo como problema e sim uma virtude de termos a opção de montar o sistema numa Vtr nacional.

      • Show, percebi isso enquanto pesquisava sobre potencia e tal e espero mesmo q tenhamos o chassi tatra e cabine do Astros 6×6 com o implemento de obuse 155mm (torcendo pelo Atmos) .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here