Míssil ucraniano R-360 encerra sua fase de testes e está pronto para entrar em produção

2
2000

No último dia 17, quarta-feira, foi realizado com sucesso o lançamento do teste final do míssil R-360, com ogiva instalada, pertencente ao sistema de defesa costeiro ucraniano RK-360 Neptun MC. Os testes foram realizados no campo de treinamento das Forças Armadas da Ucrânia “Alibey”, na região de Odesa.

O RK-360 Neptun MC é um sistema de defesa costeiro, criado para conter a ameaça russa na Região do Mar Negro, composto por mísseis de cruzeiro antinavio com capacidade para atacar cruzadores, destroiers, fragatas, corvetas, navios e transportes de desembarque de tropas, em ações independentes ou em grandes formações e operações de desembarque, assim como as tropas já em terra. Possui capacidade de operar em condições meteorológicas adversas, de dia ou de noite, e é bastante resistente às contramedidas eletrônicas do inimigo.

O sistema consiste em um centro de comunicação, controle e comando autopropulsado RCP-360, lançadores autopropulsados ​​USPU-360, viaturas de transporte e recarregador TZM-360. O míssil R-360 pesa 870 kg, incluindo 150 kg para a ogiva. Sua velocidade de lançamento é de cerca de 900 km / h e é capaz de atingir alvos até 280 km.

Os mísseis do sistema Neptun são um desenvolvimento promissor da indústria ucraniana, cuja empresa estatal ucraniana KB “Luch” R&D Company, de Kiev, é a contratante principal, e espera-se que assim que entrem em operação se tornem o principal elemento dissuasivo a proteger as áreas costeiras do país, pois são capazes de destruir não apenas alvos de navios, mas também alvos terrestres. Além disso, esse sistema é muito discreto e de difícil detecção.

“A KB ‘Luch’ está pronta para produzir o R-360 “Neptun” em série e começa a trabalhar em uma nova modificação do sistema de mísseis. O próximo passo criar sistemas lançadores baseados em navios e aviões”, disse Oleg Korostelov, Diretor Geral da empresa.

Fonte Embaixada da Ucrânia no Brasil

 

2 Comentários

  1. Uma vez li um artigo sobre o SCDANA dizendo que poderíamos colocar a cabeça de busca do MANSUP no AVMTC-300, seria isso realmente possível? Faço essa pergunta pois esse míssil tem uma semelhança enorme com um dos primeiros modelos para o AVMTC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here