Marinha Holandesa escolhe o sistema Leonardo LIONFISH

O sistema de armas remotamente controlado (SARC) Lionfish, da italiana Leonardo, que já está a bordo de várias plataformas navais em todo o mundo, foi selecionada pela Marinha Real holandesa,  para equipar os navios de patrulha da classe Holland, plataformas de aterrissagem (LPD), navios de apoio conjunto (JSS), embarcações Johan de Witt e Karel Doorman, e os navios de apoio ao combate da classe Den Helder.

A variante escolhida é a “Lionfish TOP”, uma das três variantes de 12,7 mm disponíveis, pesa menos de 300 kg e é particularmente eficaz contra ameaças próximas e em cenários assimétricos (ASymmetric Warfare – ASyW). Os outros modelos são a “Ultralight” e “Inner Reloading”, para o mesmo calibre, e o “Lionfish 20”, equipado com um canhão de de 20 mm.

A eficácia e a precisão, mesmo a longo alcance, são garantidas pelo uso de um sensor infravermelho resfriado que integra a mira óptica Mini Colibrì, ambos da Leonardo, comum em todas as torres da família. Elas também podem integrar um sensor não resfriado e, dependendo da tecnologia utilizada, pode ter um alcance de detecção de até 12 km. Com as necessidades dos clientes em mente, a Leonardo criou tecnologias de ponta que podem lidar de forma eficaz e precisa com vários tipos de ameaças, incluindo sistemas não tripulados.

A família Lionfish destaca-se por sua modularidade, leveza e arquitetura comum, permitindo que as torres sejam instaladas e operadas a bordo de plataformas secundárias, tanto como um sistema de defesa primário quanto secundário, sem penetração no convés. Todos os sistemas da família podem auto calcular soluções de disparo e enfrentar ameaças rápidas, mesmo quando instalados em plataformas de alta velocidade.

Com base em sua experiência no desenvolvimento de tecnologias avançadas, como o OTO 76/62 Super Rápido e o OTO 127/64 LW Vulcano, a Leonardo desenvolveu seus novos sistemas de defesa para atender às exigências do mercado, que busca, cada vez mais, tecnologias compactas e furtivas, inclusive para equipar plataformas não tripuladas. Ao mesmo tempo, a empresa continua aumentando a confiabilidade de seus produtos, otimizando o tempo de manutenção e impulsionando a competitividade.

A escolha do Lionfish destaca a relação estratégica entre Leonardo e a Marinha Real Holandesa, que também recentemente escolheu os sistemas OTO 127/64 LW Vulcano da Leonardo para suas quatro unidades multifuncionais da classe De Zeven Provinciën.

Lionfish TOP (Imagem: Leonardo)

Fonte: Leonardo

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Disponível

DISPONÍVEL