Marinha assinará contrato para construção de Navio de Apoio Antártico

8
7828

Na próxima segunda-feira, dia 13 de junho, no Auditório do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ), a Marinha do Brasil assinará contrato para construção, no Brasil, de seu Navio de Apoio Antártico (NapAnt).

O futuro navio substituirá o Ary Rongel (H-44) na prestação do apoio logístico ao Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR), contará com planos de gestão do ciclo de vida e com equipamentos e sistemas científicos e cujo projeto de construção prevê a capacidade para operar no Continente Antártico, durante o verão o outono, em condições de gelo médio de 1º ano, podendo encontrar intrusões de gelo antigo.

O anuncio da escolha da proposta por melhor oferta deste navio ocorreu no dia 04 de outubro de 20221 e seu contrato será celebrado entre a Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON) e a Polar 1 Construção Naval SPE Ltda, sociedade de propósito específico constituída pelos Estaleiro Jurong Aracruz (EJA) Ltda e SembCorp Marine Specialised Shipbuilding (SMSS) Ltda.

Será construído no Espírito Santo, nas instalações do EJA, e possuirá 93,9m de comprimento, 18,5m de largura e deslocamento de aproximadamente 5.800MT, com calado de 6,0m. A previsão é que o empreendimento gere de 500 a 600 empregos diretos e cerca de 6.000 indiretos, além de fomentar a indústria naval brasileira e da base tecnológica nacional.

Com informações do Centro de Comunicação Social da Marinha

8 Comentários

  1. Excelente empreendimento da Marinha.
    Uma Força Armada focalizada na lapidação das suas atividades fins,com missões extraordinárias de realizar tudo com expoentes de qualificação, perfeição pelo que fazem.Fui servidora civil 27 anos e convivi com esses processos de manejar as funções com conhecimento obedecendo instruções.Meu nome é Antônia Suely.BZ para o Almirante de Esquadra Garnier que tive a honra de conhecer esse batalhador incansável.Um verdadeiro Homem do Mar.Viva a Marinha.

  2. Excelente notícia, seria possível srs editores para conhecimento, um paralelo entre este projeto antártico e o navio de pesquisas Vital de Oliveira, destacando os pontos comuns e díspares afim de agregar os objetivos de cada um? Obrigado eFA.

  3. Caro Paulo: por que foi necessaria toda essa demora entre a aceitação da proposta e assinatura do contrato?

    • Rommel, não estou inteirado sobre este programa, mas programas militares desse vulto (pelo menos no Brasil) sempre tem um tempo de “maturação” entre a aceitação da proposta e a assinatura do contrato, e isso se deve a complexidade burocrática de uma aquisição dessa.
      Neste tempo são discutidos os detalhes do contrato e, principalmente, os direitos e deveres das partes envolvidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here