Indonésia confirma o naufrágio do submarino Nanggala

Na manhã de hoje, dia 24 de abril, a Marinha da Indonésia informou que a missão de resgate pelo submarino KRI Nanggala, que desapareceu no dia 21, durante manobras de treinamento no norte da ilha de Bali, e com 53 tripulantes a bordo, chegou ao fim, pois foram encontrados destroços que indicam que a embarcação afundou e que não há esperança de encontrar sobreviventes.

“Conforme as nossas descobertas e dos elementos que vêm do Nanggala, alteramos a situação do submarino de desaparecido para afundado”, declarou o porta-voz da Marina da Indonésia e almirante Yudo Margono, em coletiva. As informações são da agência Associated Press.

Segundo as autoridades, há possibilidade de o submarino ter afundado a cerca de 700 metros de profundidade, marca que ultrapassa o seu limite ideal, de 200 metros. “Se ele afundou a 700 metros, há uma boa chance de que tenha se partido”, afirmou Antoine Beausssant, vice-almirante francês, à agência de notícias France Press.

A investigação também detectou uma mancha de óleo na área onde a embarcação naufragou, sugerindo o rompimento do tanque de combustível e problemas técnicos.

Durante a coletiva, o almirante chegou a detalhar que o submarino deve ter rachado gradualmente, conforme foi afundando. Esse processo teria acontecido quando ele estava em uma profundidade de 300 a 500 metros.

O KRI Nanggala (402) era um submarino diesel-elétrico da classe Tip 209/1300, construído pelo estaleiro alemão Howaldtswerke-Deutsche Werft (HDW) e lançado ao mar em 1980. Passou por um grande processo de modernização na Coréia do Sul, que durou dois anos, na qual sua estrutura superior, armamento, sonar, radar, controle de combate e sistemas de propulsão foram substituídos e atualizados, tornando-o capaz de disparar quatro torpedos simultaneamente, em alvos diferentes, e lançar mísseis anti-navio do tipo Exocet ou Harpoon. Sua profundidade de mergulho seguro foi aumentada para 257 metros e sua velocidade máxima aumentada de 21,5 para 25 nós. Em fevereiro de 2012 ele foi entregue à Indonésia.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A empresa grega EODH, em parceria com a belga-espanhola DUMA e a alemã KNDS in Deutschland (antiga Krauss-Maffei Wegmann), apresentou um...

No dia 08 de maio de 2024 acontecerá Helipark, em Carapicuíba, na Região Metropolitana de São Paulo (SP), a Conferência de Aviação Policial –...

Os anos pioneiros da era do jato na Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira foram marcados pela operação de...

A Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW) publicou, na última sexta-feira, dia 19 de abril, um pedido de cotação...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DISPONÍVEL