Houtis capturam munições Astros 2020 na Guerra Iêmem x Arábia Saudita

1
2854
Munições Astros II capturadas, cases SS-30 e SS-60 claramente visíveis nas imagens.

Em 8 de abril, as contas de mídia sociais dos Houthis lançaram no ar um novo episódio da série “Jihad Fields“, apresentando o capturado quartel general da coalizão liderada pela Arábia Saudita perto do campo militar de al-Hazim, na província norte de al-Jawf.

Os houthis capturaram o QG, o campo militar de al-Hazim e o centro da cidade de al-Hazim no início deste ano, em uma operação de larga escala.

O ataque foi um grande golpe para a coalizão liderada pela Arábia Saudita e seus representantes locais.

No novo episódio de Jihad Fields, os houthis exibem contêineres de grandes projéteis multicalibres deixados para trás pelas forças sauditas.

Um comandante de campo do grupo afirma no vídeo que os contêineres eram para um sistema de defesa aérea Patriot.

No entanto, os contêineres eram de fato cases de foguetes descartáveis para o sistema lançador de foguetes múltiplos Astros II (MRLS).

Desenvolvido pela Avibras Aeroespacial, o Astros II MRLS apresenta design modular e emprega foguetes com calibres que variam de 127 mm a 450 mm.

O sistema é construído com base em um veículo QT Tectran VBT-2028 6 × 6 sobre chassis Mercedes Benz ou TATRA.

As forças armadas sauditas operam pelo menos 76 Astros II MRLS. O Reino usa o sistema Astros no Iêmen desde os primeiros dias de sua intervenção no país em 2015.

A maioria dos pods vistos no vídeo servem para armazenar foguete SS-30 127 mm, que tem um alcance de até 30 km. Cada case SS-30 contém oito foguetes desse tipo.

Outros cases identificados sevem para armazenar foguetes SS-40 de 180 mm. O alcance do SS-40 é de 35 km, e cada case desse calibre carrega apenas quatro foguetes.

É possível ver também pelo menos um case para foguetes de calibre pesado, provavelmente o foguete SS-60 que tem um alcance de até 60 km.

A coalizão liderada pela Arábia Saudita já usou uma variante desse foguete mais pesado armado com ogiva de bombas cluster.

Astros 2020 do Exército Brasileiro no Forte Santa Barbará – pode-se ver claramente a viatura remuniciadora e dois cases SS-30 e um case SS-90, além de um case supostamente para o AV-MTC. Foto Roberto Caiafa.

Nenhum dos cases de foguetes capturados pelos houthis parece estar carregado. No entanto, o grupo pode encontrar um novo uso para eles como lançadores de foguetes improvisados e fabricados localmente.

O grupo, que possui recursos limitados, utiliza todo o equipamento capturado pelas forças sauditas… contra os sauditas.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here