França adquire mais 24 CAESAR

1
1492

Em 13 de julho, a empresa francesa Nexter, integrante da KNDS, foi notificada pelo Ministério das Forças Armadas da França, por meio da Direção Geral de Armamento (“Direction générale de l’armement” – DGA), do pedido para mais 24 sistemas de artilharia CAESAR Mk I, a serem entregues ao Exército Francês (Armée de Terre) até o verão de 2024.

A Nexter, juntamente com a DGA, demonstrou grande capacidade de resposta na configuração do lançamento da produção de 18 sistemas CAESAR Mk I, para substituir os exemplares entregues à Ucrânia,  dentro algumas semanas. Este procedimento acelerado está alinhado com uma economia de guerra para permitir uma rápida disponibilidade enquanto se aguarda a entrada em serviço do novo CAESAR Mk II, que equipará progressivamente os regimentos de artilharia do exército a partir de 2026.

O CAESAR MkI é a primeira versão deste sistema de artilharia de 155 mm montado em um chassi de caminhão e, por ser o mais leve de sua classe (18t), apresenta uma grande mobilidade tática, operacional e estratégica.

Seu canhão de calibre 155mm/52 é o único no mundo a ser “comprovado a longo alcance” em condições de combate de alta intensidade. Possui a capacidade de entrar em combate em um  minuto após se posicionar e uma cadência de seis tiros por minuto, mas pode executar taxa de disparo de três rodadas em 18 segundos.

O CAESAR já está em operação, ou foi adquirido, por dez países, sendo cinco integrantes da OTAN (França, Dinamarca, Tchéquia, Bélgica e Lituânia), está sendo avaliado por diversos outros (como a Colômbia) e é um dos candidatos no projeto da viatura blindada de combate obuseiro autopropulsado 155 mm sobre rodas (VBCOAP 155 SR) do Exército Brasileiro.

Com informações e imagens da Nexter

 

Nota do Editor: Na proxima edição da revista Tecnologia & Defesa (167) será publicada uma grande matéria sobre o sistema de artilharia CAESAR, indo de seu desenvolvimento, evolução e operação até as suas possibilidades no Brasil.

1 Comentário

  1. A proposito de artilharia: . E o resultado do grupo de trabalho de avaliação de obtenção dos m119 ou l118 que o EB criou?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here